.: Matérias Wanel Ville Edição Nº 15 :.
 
.: Editorial :.
Finalmente, após dois anos e meio de trabalho intenso, tivemos a satis-fação de mudar nossa sede para o Wanel Ville. Como acontece com todo empreendimento, os primeiros anos são de investimento e consolidação, e assim sendo, chegou a hora de darmos mais este importante passo.
Nossas novas instalações permitem agora atender pessoalmente os moradores do bairro, empresários, comerciantes, e líderes comunitários. Aqueles que quiserem apresentar queixas, sugestões ou divulgar algo de interesse comum, também podem se dirigir ao escritório do Bairro em Foco.
Devido a proximidade com os bairros de atuação podemos desenvolver novos projetos, realizar uma ampla cobertura de eventos, além de ampliarmos nossos laços e relações sociais. Definitivamente, estamos incorporados ao bairro, e esta mudança é fruto do êxito de um trabalho sério, marcado por dedicação e credibilidade. Estamos ainda nos adaptando com nossa nova realidade, porém satisfeitos com a concretização de um sonho, que começou andando pelas ruas do bairro, pesquisando e entrevistando moradores e comerciantes, sobre a viabilidade de lançar um jornal focado no bairro.
No início apenas o Bairro em Foco Wanel Ville & Cia apresentava conteúdo jornalístico. Hoje as demais circulações (Júlio de Mesquita &Cia, Jardim Simus &Cia e Central Parque & Cia) também apresentam reportagens e informações relacionadas aos respectivos bairros de atuação. Nosso trabalho se expandiu, juntamente com a Zona Oeste; e continuará crescendo e acompanhando as grandes e importantes transformações desta região dotada de intenso potencial.
É com muita satisfação que damos mais este importante passo na trajetória de nosso trabalho: a instalação da nossa sede própria em uma das regiões mais prósperas de Sorocaba.
Movidos pelo grande orgulho de mais uma importante conquista, é que convidamos a todos para conhecer nosso novo escritório, situado a Rua Márcio Santos Flores, nº 101, Wanel Ville I.
.: Projeto sabe tudo:.

Com design arrojado e moderno o Projeto Sabe Tudo, elaborado pela Secretaria Municipal da Educação, será um espaço de lazer, conhecimento e cultura destinado a pessoas da comunidade de todas as faixas etárias.

Apresentando um espaço multifuncional e de fácil acesso para a população, o projeto estará voltado à socialização do saber, trazendo oportunidades para que o potencial educador da cidade se realize na vida dos cidadãos.
O projeto tem como objetivos ampliar a compreensão leitora da comunidade e proporcionar o desenvolvimento pelo gosto de freqüentar a biblioteca; disponibilizar o uso de tecnologias de informação e comunicação aos usuários através do acesso gratuito a internet; e ainda promover atividades culturais para a comunidade. 
               
O prédio

O prédio em que o projeto será desenvolvido irá contar com ilha de monitoramento eletrônico, sala de leitura, sala de inclusão digital com oferta gratuita para uso de computadores ligados a internet, possibilitando o acesso a e-mails e pesquisas.
Ocupando uma área total de 200 metros quadrados, o prédio será anexo às unidades de ensino, permitindo o acesso aos alunos e professores, fora do período curricular da escola. Neste primeiro momento, as obras do projeto estão em andamento em 18 escolas. O projeto de arquitetura foi elaborado pelos arquitetos André Paes e Cícero Toledo. É uma construção moderna, edificada com materiais nobres (vidro, alumínio, revestimento de pastilha, cerâmica), e será contemplada com sistema de segurança e monitoramento de câmera de vídeo.

Locais

O Sabe Tudo está em construção nas seguintes escolas da Zona Oeste: EM Benedito José Nunes (Parque Esmeralda), EM Irineu Leister (Ipiranga), EM Luiz Almeida Marins (Júlio de Mesquita), EM Maria Lourdes M. Martinez (Santa Bárbara), E na unidade em obras, do bairro Wanel Ville.
Já a inauguração dos projetos irá obedecer ao cronograma da Secretaria de Obras e Infra-estrutura Urbana. Segundo nota da Assessoria de Imprensa da Prefeitura, uma das preocupações do prefeito Vitor Lippi ao definir os bairros foi optar por regiões onde o acesso aos equipamentos de informática é menor.

.: Linha Telefônica Livre da Embratel :.
Livre, o Telefone Fixo da Embratel, é uma linha convencional fixa, onde você não paga assinatura mensal, nem taxa de instalação, e utiliza seu aparelho com tecnologia de telefonia móvel, faz e recebe ligações locais, interurbanas, internacionais e celular, em toda cidade de Sorocaba*, e com aparelhos mais práticos e mais inteligentes que os aparelhos telefônicos sem fio. Outra vantagem do Livre, é o fato de que, quem está ligando para você, mesmo que você esteja fora de sua residência e na cidade de Sorocaba, paga tarifa de fixo para fixo, o que torna mais acessível o contato telefônico.

Existem duas
modalidades
de linhas:
Livre Pré-Pago, onde o usuário compromete-se a carregar a partir de R$ 21,00 mensais, em créditos na sua linha telefônica, o custo por minuto é de R$ 0,1472, para ligações para telefone fixo, e os créditos não utilizados no mês são cumulativos.
Contando ainda com serviços gratuitos de:
>> Identificador de Chamadas
>> Chamada em Espera
>> Secretária Eletrônica

// Livre Pós Pago, onde o custo por minuto é a partir de R$ 0,0995, para ligações para telefone fixo, e o usuário tem a opção de ganhar:
// Siga-me - que permite você programar seu aparelho para transferir ligações para outro número. (débito automático)
// Conferência a três - permite que três pessoas conversem simultaneamente (débito automático)
Além dos serviços gratuitos de:
Identificador de Chamadas
Chamada em Espera
Secretária Eletrônica

Facilidades de pagamento
Cartão Visa = À vista, 3X, 6X, ou 10X
Mastercard e Diners = À vista, 3X, ou 6X
American Express = À vista, 3X, 6X ou 10X
Hiper CArd= À vista, 3X, 6X ou 10X
Depósito Identificado = À vista
Boleto Bancário = À Vista

Nova torre de retransmissão
proporciona
maior cobertura dos sinais
Recentemente, foi instalada pela Embratel, mais uma torre de retransmissão de sinais na Zona Oeste de Sorocaba, o que proporciona aos moradores da região, um aumento significativo na cobertura dos serviços de telefonia.

Pontos de Vendas:
l Pró Link – Rua José Tótora nº 518 – Central Parque – fone 3202-4149
l Avenida Américo Figueiredo nº 3.817 – Júlio de Mesquita – na Casa Lotérica Júlio de Mesquita Filho – fone 3012-7983.
l Foto J J – Av. Américo Figueiredo nº 3.473 – fones 3012-9938 e 3222-3803
l Jornal Bairro em Foco – Rua Márcio Santos Flores nº 101 – Wanel Ville I – 3202-6402 e 3012-7246.

.: Projeto 100 analfabetos :.
Com a proposta de levar o Ensino Fundamental a jovens e adultos a Uniso (Universidade de Sorocaba) promove em Sorocaba e região o Projeto 100 Analfabetos.
Desenvolvido através de parcerias com igrejas, entidades, empresas, prefeituras e até mesmo pessoas físicas, o projeto conta com a supervisão e assessoria pedagógica da Uniso.

Segundo a coordenadora Beatriz Pecini Magagna, o projeto é compreendido por duas fases: a Iª que abrange da alfabetização até a 4ª série, e a 2ª de 5ª a 8ª séries. Uma das metas pedagógicas, segundo ela, é estimular os alunos, promovendo a auto-estima e valorizando o conhecimento individual. “Procuramos fazer com que os alunos voltem a sonhar, ou seja, realizar algo que não tiveram oportunidade quando mais jovens”, diz. O material de apoio, também é fornecido pela universidade, gratuitamente, aos educadores e educandos. E a forma de se trabalhar o conteúdo procura privilegiar as necessidades e dificuldades de cada comunidade, com vistas a superação. Além do trabalho de supervisão aos núcleos, realizado mensalmente, a Uniso também oferece a formação inicial e continuada dos professores.
A coordenadora explica que o projeto trabalha ainda com problemas sociais que causam impedimentos na aprendizagem. “Articulamos o trabalho com outras áreas como, por exemplo, a Assistência Social, de modo que os alunos possam ser sempre auxiliados”, diz.

O Projeto
O 100 analfabetos foi criado em 1998 pela Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da Uniso, visando oferecer a possibilidade de conclusão do Ensino Fundamental a jovens e adultos. Desde então, já atendeu 14.368 alunos em dezoito cidades.
Atualmente, possui 1.951 alunos matriculados (desses, 470 em Sorocaba e 1.481 na região).

Como participar
Os interessados em implantar um núcleo do projeto (igrejas, empresas, prefeituras, entidades, pessoas físicas), oferecer trabalho voluntário ou efetuar matrículas podem em contato com a Secretaria do 100 Analfabetos pelo telefone 2101- 405, no horário das 9:00 ás 11:00 e das 14:00 ás 16:00.

100 Analfabetos na Zona Oeste
Na Zona Oeste o 100 Analfabetos é desenvolvido no Jardim São Marcos, no Dispensário Irmã Sheila, (r. Trajano Atayde, 425) às terças e sextas no horário das 14:00 às 16:00. E no Jardim Simus, na Igreja Nossa Senhora do Desterro (av. Américo Figueiredo, s/n) às segundas e quintas, das 19:00 às 22:00 h.

 

.: CRAMI proporciona atenção e carinho :.
Garantir a proteção e a assistência á crianças e adolescentes vítimas de maus tratos como agressão física, psicológica, sexual e até mesmo casos de negligência familiar, é a principal finalidade do CRAMI (Centro Regional de Registro e Atenção aos Maus Tratos na Infância). Atendendo um total de 80 crianças com idades entre 7 a 15 anos, a entidade promove atividades pedagógicas e sócio-educativas, desenvolve programas municipal e federal, e ainda proporciona ajuda ás famílias dos assistidos.

Espaço Amigo da Criança
A coordenadora pedagógica da entidade, Ariane Consani, explica que as crianças, divididas em duas turmas, em períodos opostos ao horário escolar, participam do Projeto Espaço Amigo da Criança, recebendo aulas de violão, capoeira, artesanato, educação física e reforço escolar. Além das atividades, os assistidos contam com apoio psicossocial, pedagógico e sócio familiar. “Trabalhamos também o lado afetivo, proporcionando a elas atenção e carinho,” comenta. Ela ainda conta que as crianças são encaminhadas para a área de saúde, tratamentos terapêutico e odontológico quando necessário. Um trabalho de conscientização com as famílias das crianças e adolescentes também é desenvolvido dentro do projeto.


Criança 2000
O Projeto Criança 2000, é promovido em parceria com o Programa “Esmola não dá Futuro”, desenvolvido pela Secretaria Municipal da Cidadania. Através de denúncias e rondas na cidade, o projeto realiza uma abordagem das crianças que se encontram nas ruas pedindo esmolas. “O objetivo é retirar as crianças dos semáforos e pontos de risco, de modo que não se envolvam com a criminalidade, mendicância, e drogas”, comenta a assistente social da entidade, Graziela Soares.

Talento
Já o Projeto Talento é um programa disciplinar em sistema de pontuação, onde no final de cada período as crianças e adolescentes retiram prêmios obtidos de acordo com o comportamento apresentado. Além destes projetos o CRAMI também promove o bolsa PETI (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil) elaborado pelo governo federal, que repassa a 70% das crianças participantes um valor de R$ 25,00 reais mensais.

Voluntariado e Doações
A entidade, segundo Ariane, necessita de voluntários e doações para que possa ampliar o trabalho, já que conta com uma lista de espera de crianças e adolescentes. O CRAMI precisa de psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, e outros profissionais que possam inclusive prestar atendimento no próprio consultório. Cestas básicas, e demais doações como roupas, brinquedos, alimentos, material pedagógico, escolar e de higiene e ainda roupas de inverno para crianças de 0 a 14 anos também são aceitos. Os interessados em contribuir poderão entrar em contato com Ariane ou Cristiane pelo telefone 3221- 9008.O CRAMI fica na rua Mitre Fiúza Aires, s/n, Parque Esmeralda.

.: Campanha de combate às queimadas :.

A Prefeitura de Sorocaba a fim envolver a população no combate à prática de queimadas, reduzindo assim os efeitos nocivos à saúde e ao meio ambiente, está promovendo a Campanha Municipal de Combate às Queimadas. Lançada oficialmente no último dia 30 de junho, a campanha visa ainda a conscientização, prevenção, fiscalização, detecção e controle das situações de risco relacionadas às queimadas. Em parceria com a Prefeitura, o Corpo de Bombeiros,  a Polícia Militar, a Polícia Ambiental, a Guarda Municipal, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e o Centro de Ciências Médicas e Biológicas (CCMB/PUC-SP) estão promovendo a organização e a operação da campanha. 

Patrulha Verde
Formada por oito funcionários a Patrulha Verde é uma equipe que percorre a cidade, combatendo os focos de queimada. Oferecendo um reforço ao trabalho do Corpo de Bombeiros, a equipe conta com veículos, e equipamentos de proteção e combate às queimadas, como bombas costais, facões, botas e abafadores.
A Secretaria de Finanças também mantém uma equipe de quatro fiscais à disposição para atender às ocorrências de queimadas. Os fiscais atuarão em regime de plantão para identificar proprietários dos terrenos incendiados e aplicação das penalidades com base na legislação específica. A divulgação da campanha terá a distribuição de material informativo anexado às contas do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae). Já nas escolas haverá ações de conscientização para os alunos e concurso de desenhos e redações. 

As denúncias podem ser realizadas pelos telefones: 193 - Corpo de Bombeiros, e199 - Defesa Civil e GM.

 

.: Alunos do incubadora Jovem concluem cursos :.

Jovens do bairro Ipiranga concluiram os cursos profissionalizantes de Pneumática Básica e Hidráulica Produtiva, oferecidos pelo projeto Incubadora Jovem, desenvolvido pela Secretaria da Juventude (SEJUV). A entrega dos certificados aos 38 alunos ocorreu no último dia 03 às 11h, no Salão de Vidro do Paço, contando com a presença do prefeito Vitor Lippi, dos secretários Luís Alberto Firmino, das Relações do Trabalho (Sert), Antônio Carlos Bramante, da Juventude, e do diretor do Senai, Jocilei de Oliveira.
A Secretaria das Relações do Trabalho (SERT) foi a responsável pelo oferecimento dos cursos, direcionado aos jovens com idades entre 16 e 19 anos. Já a coordenação foi realizada pelo Senai, sendo as aulas ministradas na Unidade Móvel da entidade, que permaneceu estacionada no pátio da Escola Municipal “Irineu Leister”. Foram formadas quatro turmas de doze alunos cada.  Destes, 38 se formaram.

.: CRAS do Jd. Ipiranga trabalhará com entidades :.
A unidade do CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) do Jardim Ipiranga promoveu no último dia 13 de julho, em sua sede, uma reunião com as entidades sociais que atuam na região de abrangência da unidade.
Conforme explica a assistente social do núcleo, Zélia de Sousa Lyra, o evento teve como principal finalidade a apresentação do trabalho do CRAS às entidades, e vice-versa, a fim de que possa haver a integração dos esforços.
“Vamos nos unir com a finalidade de localizar os jovens, crianças e familiares e suas respectivas carências, para podermos oferecer apoio”, comenta.
Participaram da reunião, representantes das entidades Casa do Caminho, Associação Amor em Cristo, Projeto Agente Jovem, a chefe de divisão da Secretaria da Juventude Ivete Moron Gagliardi, a assessora técnica da Secretaria da Cidadania, Thereza Meletti e demais funcionários.

O que é o CRAS
Conhecido também como Casa das Famílias, o CRAS é uma unidade pertencente á Secretaria Municipal da Cidadania, responsável pelo atendimento assistencial em bairros de maior concentração de famílias em situação de risco social.
A unidade conta com a atuação de uma equipe mínima, formada por um assistente social e funcionários de apoio. “Estes profissionais prestam serviço de proteção social básica e encaminhamento para outros atendimentos, quando necessário”, diz.
Ela ainda explica que o CRAS também tem por objetivo a prevenção do risco social, (como evasão escolar, drogas, etc.), o fortalecimento dos vínculos familiares e a promoção e a inclusão dos cidadãos no mercado de trabalho e na comunidade. A cidade conta hoje com quatro unidades do CRAS, que deram início as atividades no último mês de março. O CRAS do Ipiranga atende cerca de 200 crianças e 280 famílias, provenientes dos bairros Abatia, Júlio de Mesquita, Montreal, Tropical, Santa Bárbara, Wanel Ville, além do próprio Ipiranga.


Atendimento a crianças
Com o objetivo de evitar que as crianças permaneçam nas ruas no horário em que não estão na escola, o CRAS promove na própria sede o projeto Educarte. Uma série de atividades como: dança, capoeira, artesanato, lição escolar e esportes. Cerca de 140 crianças e adolescentes, com idades entre 7 a 15 anos, freqüentam a instituição em dois períodos, oposto ao horário escolar. A turma da manhã permanece no centro no horário das 08:00 às 11:00. Já as crianças da tarde freqüentam o local das 12:30 até às 16:00.
Além de preencherem o tempo vago com o desenvolvimento de atividades recreativas e esportivas, as crianças e adolescentes ainda recebem almoço e lanche. A coordenadora, Sílvia Campos Tudella, informa que as crianças contam ainda com uma biblioteca formada por um acervo variado, como livros de contos infantis e técnicos. Quem quiser fazer doações de livros para a biblioteca poderá entrar em contato com a entidade pelo telefone: 3222-8810. O CRAS fica na Rua Santo Micheletti, 30, Jardim Ipiranga.

.: Escolas do bairro passam por reformas :.
Irineu Leister
O prédio da EscolaMunicipal Irineu Leister, que reúne 12 salas de aula, está sendo reformado pela Secretaria Municipal de Obras e Infra-Estrutura Urbana (Seobe). Os serviços de reforma, iniciados no mês de fevereiro, incluem revisão em toda a parte elétrica, hidráulica, nos telhados, portas, e maçanetas, além de serviços de pintura. A previsão da Seobe é que as obras estejam concluídas até o final do mês de setembro.
A Escola Municipal Irineu Leister atende 851 alunos do Ensino Fundamental (1ª a 4ª séries) e Supletivo, e está situada a rua Nanci Odete Giraldi, 67, Jardim Ipiranga.

Bendito José Nunes
Na primeira quinzena de julho a Secretaria de Obras e Infra-estrutura Urbana iniciou serviços de reforma na Escola Municipal Benedito José Nunes.
A reforma, que inclui revisão de toda a parte elétrica, hidráulica, dos telhados, portas e maçanetas, além de serviços de pintura, deverá ser concluída no mês de dezembro. A escola atende aproximadamente 800 alunos de 1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental e Supletivo Alpha Vida, e está localizada na rua Padre Domênico Trivi, 129, Parque Esmeralda.

.: Verduras frescas e sem agrotóxicos :.
Que tal uma salada feita com verdura colhida um pouco antes da hora do almoço?

Verduras frescas, colhidas na hora, e ainda sem agrotóxicos não é privilégio apenas de quem mora em áreas rurais. Rúcula, couve, alface, cheiro verde, e até mesmo almeirão são cultivados e comercializados por Antônio Vaz Domiciano, 66 anos, no Wanel Ville 4.
Em uma área de 2.000 metros, cedida pela CPFL através de comodato, Domiciano cultiva mais de dez tipos de hortaliças.
O produtor conta que não utiliza agrotóxicos no cultivo das verduras e no processo de adubagem faz uso do autêntico adubo produzido com esterco e capim. Já as sementes são compradas em casas especializadas pelo próprio produtor, e a água utilizada na irrigação foi colocada no local pelo SAAE (Serviço Autônomo de Àgua e Esgoto). “Como as verduras são fresquinhas duram mais tempo na geladeira”, diz.


A venda é realizada na própria horta, das 7h30 às 18h. “Na hora do almoço o movimento aumenta, pois, as pessoas querem fazer saladas com produtos colhidos na hora”, conta. A freguesia do produtor é formada por donas de casa e comerciantes locais que compram as verduras para revenda.
Maço de couve e pé de alface crespa, colhidos na hora, podem ser encontrados a partir de 0,50. A horta fica na rua Leondina G Mobaier, Wanel Ville 4, na divisa com o Júlio de Mesquita, embaixo das torres da CPFL.

.: Crianças consumistas :.
Seus filhos entoam a famosa frase do “eu quero, eu quero, eu quero” o tempo todo? Saiba como evitar que eles se tornem consumistas de carteirinha, lançando mão de ações práticas, solidárias e até mesmo divertidas

O que fazer quando o pequeno bate o pé e esperneia como o maior dos injustiçados, no momento em que sua vontade não se materializa em sua frente? E o que é pior: esse comportamento não se restringe ao Natal ou aniversário. Ele é repetido todos os meses, semanas, ou então, todos os dias. E a satisfação parece nunca surgir nos olhos da criança, que depois de algumas horas se enjoa da nova aquisição.

Pais culpados
O fato é que o vírus do consumismo vem atacando vítimas cada vezmais jovens. Mas, não é só o filho que deve ser culpado por esse comportamento. Muito dessa atitude de tudo querer vem dos próprios pais, que a alimentam, com presentes diários, sem que tenham o objetivo de comemorar uma data especial, como aniversário, Natal, Dia das Crianças.
“Hoje, a geração de crianças tem pais consumistas, que compensam a dificuldade de conviver com os filhos presenteando-os com as mais diversas bugigangas. A partir daí, cria-se uma educação complicada, em que tudo o que vale é somente material”, alerta o psicoterapeuta Içami Tiba.
A pior conseqüência deste tipo de comportamento é o conceito errado de felicidade que ele embute. A criança torna-se propensa a ser um adulto que nunca está satisfeito com o que tem e vive sofrendo pelo que não possui.
Bastam algumas atitudes paternas para que o ciclo vicioso de consumismo- culpa-presentes-indiferença se rompa de vez. O principal, de acordo com o psicoterapeuta, é que os pais não devem se punir pela escassez de tempo na companhia dos filhos.

Fonte: www.integrareeditora.com.br

 
.: voltar :.