.: Matérias Jardim Simus Edição Nº 9 :.
 
.: Editorial :.

Em dois anos e meio de trabalho, pudemos contar com a satisfação, não só da realização profissional e pessoal, mas de presenciar o grande impulso da Zona Oeste. A região cresceu, em qualidade e importância.
Como a distribuição dos exemplares é realizada de porta em porta, é possível perceber o aumento de residências, construções e estabelecimentos comerciais nesta região.
Já em relação ao comércio é importante salientar, além do crescimento, as mudanças no perfil das empresas. Não conseguindo acompanhar a evolução natural do mercado, que está cada vez mais competitivo e os consumidores mais exigentes, muitas das empresas que eram pioneiras no bairro, fecharam as portas.
Por outro lado, um fator que proporcionou um forte e significativo aumento nos investimentos, em um curto período de tempo, foi a interligação das avenidas Paulo Emanuel de Almeida com a General Osório. A obra revolucionou a região, proporcionando inclusive qualidade de vida: pessoas praticam atividades físicas, levam animais para passear, crianças podem brincar e passear de bicicleta, além do contato interpessoal dos moradores, fato raro em cidades grandes.
O Jornal Bairro em Foco acompanha este crescimento expandindo a área de atuação, como é o caso do Jardim Vera Cruz, que passou a contar com nossa circulação. Por ser um bairro próximo, os moradores procuram produtos e serviços do Jardim Simus.
Nossas páginas contribuem com o progresso da região, levando informações, divulgando empresas e serviços, e fazendo com que o bairro se torne cada vez mais conhecido.
A cada edição percebemos o crescimento e a satisfação de nossos anunciantes, pois, conquistam novos clientes devido ao alcance de nossos anúncios.
A participação dos moradores, que sempre entram em contato conosco, trazendo-nos informações, é outro fator gratificante. Como é o caso do presidente da SAB (Sociedade de Amigos de Bairros) do Jardim Simus, Célio Martins. Nossos agradecimentos também se estendem à equipe do Centro de Saúde do Jardim Simus.
Na maioria das vezes, atendemos às expectativas, já que somos um canal de comunicação com as autoridades.
Nos últimos dois anos e meio, muito evoluímos e aprendemos, e ainda temos muito que aprender e, cresceremos juntamente com esta região, que a cada dia demonstra uma expansão baseada não apenas em números, mas em qualidade.

O editor

.: SAB do Jardim Simus promove Festa do Dia das Crianças :.

Em comemoração ao Dia das Crianças (12 de outubro), a SAB (Sociedade de Amigos de Bairro) do Jardim Simus, em parceria com o Colégio TJ, realizou uma festa para a criançada atendida pela Pastoral da Criança da Igreja Nossa Senhora do Desterro, na tarde do último dia 09, no Salão Comunitário da igreja.
O evento promovido para 200 crianças com idades entre 1 a 6 anos, contou com a distribuição de brinquedos, lanches, sucos e doces, além de uma equipe do Jô Cabeleireiros, que cuidou das unhas e cabelos dos participantes.
O presidente da SAB, Célio Martins, destacou que os brinquedos doados foram arrecadados pelo colégio TJ junto à comunidade. “Graças ao espírito solidário de muitas pessoas, pudemos levar alegria a diversas crianças”, diz.

.: Equipe de bocha do Centro Esportivo ganha medalha de Bronze em Itapetininga :.

A equipe de bocha do Centro Esportivo do Jardim Simus obteve o 3º lugar, conseguindo medalha de bronze, no 50º Jogos Regionais de Itapetininga, promovido no mês de agosto.
De acordo com o coordenador da equipe, Célio Martins, nos jogos foram disputadas diversas modalidades esportivas contando com a participação de mais de 30 cidades da região.
Formada por 7 integrantes, sendo 6 jogadores e um dirigente, a equipe do Simus esteve representando a cidade de Araçoiaba da Serra.

.: Convite para Jantar Dançante :.

A SAB do Jardim Simus está preparando um Jantar Dançante, que acontecerá no dia 25 de novembro, no Complexo Esportivo Villa Verde (Alameda das Primaveras, 181/ Jd Simus). O cardápio contará com estrogonofe de carne e frango, arroz branco e salada verde. Os ingressos poderão ser adquiridos por R$12,00 na sede da SAB, que fica na avenida Dr. Américo Figueiredo, 844, Jd Simus.

Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone 3321-1688

.: Primeira fase da construção da sede da AMAS está em fase de conclusão :.

A primeira fase da construção da nova sede da AMAS (Associação Amigos dos Autistas de Sorocaba), entidade especializada no atendimento de portadores da Síndrome do Autismo, será concluída dentro de 30 dias.
Iniciadas no mês de junho, em uma área de 10.000m2 no Wanel Ville, a primeira fase das obras conta com 220m2, reunindo 6 salas destinadas ao atendimento clínico, 2 banheiros, e uma sala específica para atividades.
Conforme o presidente da associação, Celso Leuzinger Humaytá, estão sendo executados os serviços de acabamento, como, reboque e colocação de revestimentos, além da construção de 200 m2 de muro.
Já o início das obras referentes à segunda fase está previsto para o mês de janeiro, e incluirá salão para atividades, oficina e refeitório. “Pretendemos concluir essa fase em julho de 2007”, informa.
As obras contam com um total de 4 fases, sendo que na última delas o prédio passará a englobar consultórios terapêuticos, piscina, local para ecoterapia e ainda residências para os assistidos, totalizando 600m2. De acordo com ele, a AMAS pretende concluir todas as fases em aproximadamente quatro anos.
Após a inauguração da segunda fase, as novas instalações entrarão em funcionamento, e a sede atual, localizada no Jardim Vera Cruz, será destinada a alfabetização das crianças.

Atendimento ampliado

Destinada aos jovens e adultos, as novas instalações, segundo Celso, permitirão aumentar a capacidade de atendimento da entidade que conta com uma lista de espera de mais de 80 autistas. “Graças à nova sede vamos poder atender muitas pessoas que preci-
sam do nosso auxílio”, comenta.
Incluir o autista na sociedade é o principal objetivo da entidade que assiste 43 portadores da síndrome, com idades que variam de 4 a 33 anos. Além dos alunos matriculados, a AMAS presta ainda atendimento clínico, uma vez por semana, para autistas de toda a região.
O trabalho da associação é desenvolvido por meio de recursos próprios, obtidos através de doações, sócios contribuintes, realização de eventos, e uma verba mensal repassada pela Secretaria Municipal da Cidadania.
Os interessados em fazer doações, inclusive de materiais para construção, ou agendar uma visita, poderão entrar em contato pelo telefone: 3217-8074.
A AMAS fica na rua Nova Odessa nº 201 no Jardim Vera Cruz.

.: Local para a construção da Unidade pré-hospitalar é escolhido :.

Duas áreas situadas na avenida General Carneiro foram escolhidas pela Prefeitura para a construção da Unidade Pré-Hospitalar da Zona Oeste. Os terrenos têm 4.206 metros quadrados, com frente para a avenida, na altura dos números 1.612 e 1.616, e fundos para a rua Coelho Neto.
A desapropriação do local foi determinada pelo Prefeito Vitor Lippi, através de um decreto publicado no dia 22 de setembro, na Imprensa Oficial.
O decreto ainda determina que os preços não poderão ultrapassar os laudos de avaliação, e havendo acordo quanto ao valor e a forma de pagamento, a aquisição será então realizada.
Após a desapropriação, a Prefeitura dará início a abertura do processo de licitação para contratação da empresa responsável pela elaboração do projeto e execução das obras.

A unidade

A Secretaria Municipal da Saúde estima que a unidade realizará uma média de 12 a 14 mil atendimentos mensais. Segundo o secretário da Saúde, Milton Palma, a unidade terá a mesma função da Unidade Pré-Hospitalar da Zona Norte, com atendimento de urgências 24 horas por dia em alas diferenciadas para atendimento pediátrico e adulto, raio-X, exames laboratoriais, salas para pacientes que precisam ficar em observação clínica, farmácia 24 horas, além de um plantão de atendimento odontológico (durante a noite e aos finais de semana), entre outros serviços. Conforme o secretário, sua equipe já preparou um programa que servirá de orientação para a elaboração do projeto da unidade.
Quanto ao início do funcionamento da unidade, Milton Palma destaca que ainda não é possível estimar um prazo, pois, a realização da obra depende de todos os trâmites do processo licitatório.

.: Férias: a primeira vez de um cão :.

Fim de ano se aproximando, significa, para muita gente, viagem de férias chegando. Para os donos de animais, como cachorros que nunca viajaram antes, o plano das férias exige alguns cuidados especiais, que se seguidos corretamente, podem ser a garantia de muita diversão com o animal.
Faça a mala do seu cão: alguns brinquedinhos com os quais ele está acostumado, os recipientes de ração e água e, principalmente, o pano ou almofada em que costuma dormir.
Esse item é indispensável para que ele se adapte ao seu novo habitat de férias. Ao chegar, escolha um lugar onde pretende deixar o animal e coloque todos os seus pertences ali. Ele logo vai entender que aquele é o seu cantinho.
Antes da viagem, não deixe que o animal se alimente. Se a viagem for longa, que se alimente em pequenas quantidades antes e durante a viagem, em horários de parada. Faça as paradas em intervalos de 2 horas para que o animal possa sair do carro, tomar um pouco de água e fazer suas necessidades.
Como há estabelecimentos comerciais que não permitem a entrada de animais, muita gente acaba deixando o cachorro sozinho no carro. Esse período de solidão pode ser desgastante para o seu cão. Caso seja necessário deixá-lo no carro, escolha um lugar à sombra e deixe uma fresta de cada janela aberta para ventilar. Não fique longos períodos longe dele nessa situação.
Alguns animais não toleram viagens longas. Eles podem apresentar náuseas, nervosismo e estresse. Há medicamentos que ajudam a amenizar esses sintomas. Em regiões litorâneas, o cuidado deve ser maior. Um bom veterinário poderá fazer a prescrição.
Música alta, com certeza, é um dos fatores de estresse, sobretudo quando a família toda está no veículo conversando o tempo todo.
A primeira vez é sempre um teste. O sucesso dessa primeira viagem pode determinar a adaptação do seu animal para muitas futuras viagens. Daí, a importância de planejar tudo muito bem, pois, a presença do seu animal com a família pode tornar as férias muito mais divertidas, além de evitar aquela dor da separação de ter que deixá-lo em casa durante esse período.

.: Alcoólicos Anônimos do Central Parque :.

A.A. oferece ajuda - Aberta aos interessados, as reuniões ocorrem às quartas, sextas e sábados, sempre às 20:00 hs. Há ainda um plantão realizado às quartas e sextas, das 14:00 às 17:00hs, a fim de atender “aqueles que ainda não se sentem à vontade em participar das reuniões, principalmente as mulheres”. O A.A. do Central Parque fica na rua Luiz Fernando de Carvalho, nº 381, esquina com a Rua Giusepina Gagliero.
Apoio aos familiares - A entidade também auxilia os familiares de dependentes através do grupo Al Anon. Nas reuniões os familiares aprendem a adotar um comportamento adequado, a fim de melhorar a convivência com o dependente. As reuniões do Al Anon acontecem às segundas-feiras, sempre às 20:00hs, no salão da Igreja de Santa Rita, na rua Bartolomeu de Gusmão, 333, Vila Santana. E às quintas-feiras, às 14:00hs, na rua Nogueira Martins, 557, sala 3, Centro.

.: Escola Comunitária de Balé proporciona realização para meninas :.

Com dedicação, habilidade, leveza e muita técnica, as meninas da Escola Comunitária de Balé do Centro Esportivo André Pierone, do Jd. Simus, expressam o romantismo da dança encantando as platéias dos locais onde se apresentam. Iniciada em fevereiro de 2004, a escola, atualmente, conta com 115 alunas com idades que variam de 3 a 16 anos, uma professora e duas auxiliares.
As meninas, segundo a professora Beatriz Gonçalves Torino, são divididas em classes de acordo com a faixa etária, freqüentando as aulas uma vez por semana. Ministradas às sextas e sábados, as aulas desenvolvem o Balé Clássico e Neoclássico. Este último é marcado por um estilo livre, onde as alunas interpretam coreografias modernas, como, por exemplo, músicas infantis, trilha de filmes e novelas. As aulas também compreendem exercícios de postura, fortalecimento e alongamento, além de jazz e ginástica. “As atividades ocorrem em uma sala específica com espelhos e barras apropriados”, acrescenta.
Para ela, a escola além de proporcionar a realização e o convívio social, é uma oportunidade para as meninas e adolescentes aprenderem e desenvolverem a dança.

Benefícios

O balé, conforme explica Beatriz, é uma atividade que proporciona diversos benefícios, entre eles, equilíbrio entre o corpo e a mente, aumento da auto-estima e autoconfiança, disposição física, bem-estar e harmonia interior. “A dança também promove uma conscientização corporal, evitando ainda os vícios posturais ou problemas causados pelo sedentarismo”, destaca. Ela enfatiza que as meninas assim que iniciam a atividade também contam com um aumento da flexibilidade, coordenação motora e diminuição da timidez.
Além das técnicas marcadas por disciplina, força, resistência, ritmo e postura, também sobem ao palco a dedicação e emoção das meninas. “As alunas interpretam a dança, movidas não apenas pela música, mas pelos sentimentos”, conta. Já as apresentações sempre acontecem no Teatro Municipal Teotônio Villela, Teatro América, e demais eventos promovidos pela comunidade.

Festival

Um festival com o tema “Nossa História” será promovido pela escola, no próximo dia 15 de novembro, a partir das 16hs, no Teatro Municipal Teotônio Villela. A professora explica que o evento, em sua terceira realização, este ano apresentará coreografias que relatam um pouco da história acadêmica das professoras.
Beatriz ainda informa que devido à realização do festival, não há vagas na escola. Os interessados poderão no mês de janeiro se inscrever na lista de espera.

Grupo de mães

Enquanto as alunas freqüentam as aulas, um animado grupo de mães se reúne para trocar idéias, ensinar e aprender artesanato, ler, ou ainda ajudar na aquisição de sapatilhas e roupas.
Conforme a coordenadora do grupo, Márcia Gonçalves Torino, a reunião promove uma troca de experiências entre as mulheres tornando o tempo de espera produtivo. “Já desenvolvemos muitas atividades como crochê, tricô, bordado e até mesmo leitura de jornais e revistas informativas”, comenta.
Márcia explica que durante o segundo semestre do ano, o grupo, que também existe desde 2004, vem se dedicando ao festival. “Estamos agora empenhadas nos preparativos das fantasias, sapatilhas e cenários”, acrescenta.

.: Alunos participam do Projeto Alimentação Saudável na Rosa Cury :.

Cultivo de horta, merenda saudável, e construção de pirâmide alimentar. Estas são algumas das atividades promovidas na escola Municipal Rosa Cury (Jardim Americano), dentro do Projeto Alimentação Saudável, desenvolvido pela Secretaria Municipal da Educação.
A proposta, de acordo com a diretora Jeanette Carrijo, é levar ao conhecimento das crianças o valor nutritivo dos alimentos, promovendo uma reeducação alimentar.
Através do cultivo da horta, segundo ela, os alunos estão aprendendo a conhecer a origem e a função de cada alimento para o desenvolvimento saudável do organismo. “As crianças participaram do plantio, e agora prosseguem com a preservação dos canteiros”, diz. Ela conta que um funcionário treinado pela secretaria, orienta os alunos e professores sobre as técnicas de cultivo e preservação.
Como o projeto também envolve a participação da comunidade, os pais também atuam na manutenção da horta durante os finais de semana. “Eles vêm até a escola para molhar os canteiros”, comenta.
O tema Alimentação Saudável também faz parte do projeto pedagógico, sendo trabalhado em sala de aula por

meio de leitura e escrita de histórias.

Outras atividades

Os alunos também realizaram a montagem de uma pirâmide alimentar nas cores do semáforo (verde, amarelo e vermelho), com divisões que representavam a quantidade e o tipo de alimentos que devem ser consumidos diariamente.
Palestras ministradas pela nutricionista Edna Etsuco Tanaka, também foram promovidas, além da criação do “Lanche Rosa Cury”. “As crianças tiveram a tarefa de criar, em casa, uma receita de lanche natural”, explica a assistente Ana Lúcia Camargo Pereira. No dia marcado, uma das receitas foi escolhida pelos alunos para ser elaborada na escola. Já as demais foram reunidas e enviadas para a casa das crianças como sugestões de lanches saudáveis. Ela destaca que as atividades procuram promover a conscientização a respeito da alimentação saudável, não apenas nas crianças, mas em toda comunidade, já que os alunos também levam o hábito para casa.

Merenda

Baseada na alimentação saudável, a merenda servida na escola envolve no preparo frutas, verduras e legumes. Suco de couve, bolo de abobrinha, seleta de legumes e lanche natural são alguns dos alimentos que fazem parte do cardápio. Para Jeanette, as crianças apreciam a merenda saudável e natural, já conscientizadas a respeito dos benefícios proporcionados. “As ações preventivas e educativas também orientam sobre as doenças causadas pela obesidade”, explica.
Na semana da criança, promovida de 10 a 12 de outubro, o cardápio da festa contou com receitas saudáveis e deliciosas como sucos naturais, bolo de maçã com aveia, iogurte e lanche natural de atum.

Escola Saudável

O projeto Alimentação Saudável faz parte do Programa Escola Saudável desenvolvido pela Secretaria da Educação, em parceria com a Secretaria de Saúde, na rede municipal de ensino. O programa realiza ações baseadas na promoção e preservação da saúde do escolar, como forma de reduzir doenças, atuando na formação de bons hábitos e comportamentos saudáveis adquiridos na infância e adolescência.
Conforme a diretora, em um período de 15 dias um auxiliar do programa vem até a escola orientar os alunos a respeito de temas relacionados à higiene bucal, corporal, saúde visual e auditiva e combate à dengue. “A higiene do corpo e do alimento também devem estar associados a uma vida saudável”, conclui.

.: Festa do Folclore na Escola José Reginato:.

Para lembrar o Dia do Folclore, comemorado em 20 de agosto, a Escola Estadual José Reginato realizou no dia 19 do mesmo mês, a Festa “Folclore de Cabo a Rabo”.
Com o intuito de levar ao conhecimento dos alunos o folclore sorocabano, o evento foi marcado por exposição, palestra, e apresentações de grupos folclóricos de Sorocaba e região: Grupo de Dança Folclore Nativo (Sorocaba), Orquestra de Viola (Votorantim), Catira (Votorantim), Corporação Musical Banda Carlos Gomes (Sorocaba), e Festeiros do Divino (Araçoiaba da Serra).
A exposição mostrou a história da cidade através de fotos e objetos originais que remontam à época do  Tropeirismo, passando pela importância da Ferrovia no desenvolvimento de Sorocaba  até os dias de hoje.
Fatos  pitorescos da cidade, assim como personagens que marcaram algumas gerações, entre eles, Alzira Sucuri, Maria Picareta, Papapá, foram apresentados aos alunos. Uma palestra ligada ao tema também foi proferida, no dia 17, pelo professor e presidente do Instituto Histórico e Genealógico de Sorocaba, Adílson César.
De acordo com a professora, Maria de Fátima Camargo Pastura, os temas abordados permitiram levar aos alunos um conhecimento sobre o folclore sorocabano de maneira atrativa. O evento também contou com barracas de comidas típicas, como milho cozido, caldo de cana, bolo de fubá, e doces caipiras.

.: Participantes do Projeto Caminhada recebem camisetas :.

Os participantes do Projeto Caminhada, desenvolvido no Centro de Saúde do Jardim Simus, foram presenteados na manhã do último dia 06 outubro, com camisetas que trazem o logotipo do projeto.
O evento, que aconteceu no próprio centro, reuniu os 30 participantes do grupo e a enfermeira responsável Dulzira Espíndola Ribeiro, que receberam as camisetas do presidente da SAB (Sociedade de Amigos de Bairro) do Jardim Simus, Célio Martins.
Conforme explica Célio, as camisetas foram doadas à SAB, pela Sorocap – Sorocaba Comércio de Pneus, e pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Semes).

O projeto

Desenvolvido através de uma parceria entre as secretarias municipais de Esportes, Educação e Saúde, o Projeto Caminhada, tem por finalidade conscientizar a população sobre a importância da prática da atividade na promoção da saúde e melhoria na qualidade de vida.
De acordo com a enfermeira Dulzira, nas primeiras sextas-feiras do mês, acontecem as reuniões do grupo de caminhada, onde são elaborados planejamentos das atividades e ainda ocorrem a verificação da pressão arterial, peso e avaliação dos participantes.
O grupo de caminhada do Simus pratica a atividade diariamente, no horário das 7:30 às 8:30 no Centro Esportivo do bairro.

.: Prefeito lança plano cicloviário de Sorocaba :.

A Prefeitura de Sorocaba lançou no dia 22 de setembro, por meio das Secretarias de Obras e Infra-estrutura Urbana (Seobe), Habitação, Urbanismo e Meio Ambiente (Sehaum), Transportes (Setran) e Urbes, o plano cicloviário da cidade. O sistema de ciclovias integradas foi apresentado pelo prefeito Vitor Lippi.
O prefeito comentou que já foram construídos e estão sendo utilizados pela população 6.960 metros de ciclovias. São pistas em importantes avenidas, como a Dom Aguirre e a Camilo Júlio (3.900m nas duas vias), Paulo Emanuel de Almeida (1.730m), Washington Luiz (710m) e Bento Mascarenhas Jequitinhonha (620m).

Projetos em andamento

Atualmente estão em construção 1.190 metros na avenida Elias Maluf, na Zona Oeste de Sorocaba e 800 metros na avenida Antônio Silva Saladino, Zona Norte. Há projetos já elaborados para a execução, em 2007, de quase 23 quilômetros de ciclovias nas avenidas Américo Figueiredo (3.105m), General Osório (3.815m), Afonso Vergueiro (1.220m), Dom Aguirre (4.545m), Bento Mascarenhas Jequitinhonha (1.915m) e Américo de Carvalho (1.300m). Os projetos também incluem um longo trecho formado pela avenida Itavuvu, rua Castanho Taques e avenida Adhemar de Barros (7.070m de ciclovia nas três vias).

Planos para o futuro

Existem ainda estudos para a implantação, em 2008, de 35 quilômetros de ciclovia em importantes pontos como a rodovia Raposo Tavares, avenidas Santa Cruz, Luiz Mendes de Almeida, Antônio Silva Saladino, Vitor Andrews, Ulysses Guimarães, entre outros.
O plano prevê a construção de outros 11 quilômetros nas avenidas Independência, Engº Carlos Reinaldo Mendes, Tadao Yoshida, Três de Março e Saliba Mota. A Prefeitura quer formar uma rede de vias onde o ciclista poderá pedalar com segurança por mais de 77 quilômetros de extensão ao todo.

.: Centro de Saúde do Jardim Simus desenvolve Projeto Silos :.

O Centro de Saúde do Jardim Simus está desenvolvendo o Programa Silos (Sistemas Locais de Saúde) elaborado pela Secretaria Municipal da Saúde, com o propósito de conferir autonomia às unidades, proporcionando maior cobertura dos problemas de saúde.
A coordenadora da unidade, Dr.ª Carmen Lúcia Luchetta Reginatto, explica que a cidade foi divida em 7 áreas geográficas, ou seja, Silos, de modo a agrupar as unidades consideradas homogêneas. “O Centro do Simus pertence ao Silos 1, do qual também fazem parte os centros do Júlio de Mesquita, Central Parque e Cerrado”, esclarece.
A principal finalidade do programa, segundo ela, é permitir às unidades o desenvolvimento de ações e projetos em sua área de abrangência, de maneira que possam atuar na especificidade de acordo com a realidade e os indicadores de saúde e sociais de cada território. “Teremos uma visão mais detalhada de nossa área de atuação, o que nos permitirá determinar os riscos sociais e biológicos de cada comunidade”, diz.
O centro do Simus, por sua vez, engloba dez bairros onde as ações serão desenvolvidas.

O trabalho

Estudos nas áreas de abrangência já estão sendo desenvolvidos pela equipe do Silos1, envolvendo a visita aos bairros de atuação e apresentação dos dados. A coordenadora destaca que o trabalho é realizado por uma equipe matricial, formada por dois funcionários da Vigilância Epidemiológica, dois da Vigilância Sanitária, dois da Divisão de Assistência Básica, além dos coordenadores dos quatro centros de saúde. Desenvolvido sob o conceito de vigilância à saúde, o programa é coordenado pelo secretário da saúde Milton Palma e pela diretora da Saúde Coletiva, Eliana de Paula Leite.
Para ela, o programa é de fundamental importância, pois, está possibilitando um maior conhecimento dos problemas das comunidades. “Estamos saindo a campo e conhecendo de perto a realidade dos
bairros”, acrescenta.
O programa também atuará através de parcerias com igrejas, sociedades de bairro, organizações não governamentais, a fim de promover uma ampla abrangência.

Centro de Saúde do Simus terá fraldário

As mães que se dirigirem ao Centro de Saúde do Jardim Simus, poderão contar com um fraldário que será inaugurado até o fim do ano. Segundo a enfermeira Dulzira Espíndola Ribeiro, o local específico para a troca de bebês, contará com colchonetes e pias, proporcionando higiene e privacidade para as mães.
Os serviços de reforma da sala, segundo ela, foram iniciados em agosto e aguardam apenas a aquisição de alguns materiais para serem concluídos.

.: Projeto 100 Analfabetos :.

Com a proposta de levar o Ensino Fundamental a jovens e adultos a Uniso (Universidade de Sorocaba) promove em Sorocaba e região o Projeto 100 Analfabetos.
Desenvolvido através de parcerias com igrejas, entidades, empresas, prefeituras e até mesmo pessoas físicas, o projeto conta com a supervisão e assessoria pedagógica da Uniso.
Segundo a coordenadora Beatriz Pecini Magagna, o projeto é compreendido por duas fases: a Iª que abrange da alfabetização até a 4ª série, e a 2ª de 5ª a 8ª séries. Uma das metas pedagógicas, segundo ela, é estimular os alunos, promovendo a auto-estima e valorizando o conhecimento individual. “Procuramos fazer com que os alunos voltem a sonhar, ou seja, realizar algo que não tiveram oportunidade quando mais jovens”, diz. O material de apoio, também é fornecido pela universidade, gratuitamente, aos educadores e educandos. E a forma de se trabalhar o conteúdo procura privilegiar as necessidades e dificuldades de cada comunidade, com vistas a superação. Além do trabalho de supervisão aos núcleos, realizado mensalmente, a Uniso também oferece a formação inicial e continuada dos professores.
A coordenadora explica que o projeto trabalha ainda com problemas sociais que causam impedimentos na aprendizagem. “Articulamos o trabalho com outras áreas como, por exemplo, a Assistência Social, de modo que os alunos possam ser sempre auxiliados”, diz.

O projeto

O 100 analfabetos foi criado em 1998 pela Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da Uniso, visando oferecer a possibilidade de conclusão do Ensino Fundamental a jovens e adultos. Desde então, já atendeu 14.368 alunos em dezoito cidades.
Atualmente, possui 1.951 alunos matriculados (desses, 470 em Sorocaba e 1.481 na região).

Como participar

Os interessados em implantar um núcleo do projeto (igrejas, empresas, prefeituras, entidades, pessoas físicas), oferecer trabalho voluntário ou efetuar matrículas podem em contato com a Secretaria do 100 Analfabetos pelo telefone 2101- 4051, no horário das 9:00 ás 11:00 e das 14:00 ás 16:00.

100 Analfabetos na Zona Oeste

Na Zona Oeste o 100 Analfabetos é desenvolvido no Jardim São Marcos, no Dispensário Irmã Sheila, (r. Trajano Atayde, 425) às terças e sextas no horário das 14:00 às 16:00. E no Jardim Simus, na Igreja Nossa Senhora do Desterro (av. Américo Figueiredo, s/n) às segundas e quintas, das 19:00 às 22:00 h.

.: Prefeitura oferece serviço gratuito de remoção de animais mortos :.
A Prefeitura de Sorocaba oferece serviço gratuito de retirada de animais mortos. Para a remoção de animais de pequeno porte (cães e gatos) os interessados devem fazer a solicitação pelo telefone 3232-2140. Após a ligação, a Prefeitura contata a empresa Gomes Lourenço, responsável pela coleta de lixo da cidade, para que o animal seja removido. Os corpos dos animais são levados para o aterro sanitário municipal.
No caso de animais de grande porte (vacas e cavalos), o serviço de remoção é executado pela equipe de manutenção de vias da prefeitura, através do telefone 3227-1277.
 
.: voltar :.