.: Matérias Jardim Simus Edição Nº 22 :.
 
.: Editorial :.

Recentemente, a cidade viveu as festividades do seu 355º aniversário. Quando o jornal Bairro em Foco nasceu, a cidade completava o emblemático número de 350 anos.
Essa agradável coincidência leva-nos a refletir sobre o caminho percorrido por este jornal que já se incorporou à vida do bairro e ganhou o respeito de moradores, clientes, amigos e até de pessoas de outras localidades da cidade.
O Bairro em Foco teve como sua célula mater a versão do Wanel Ville & Cia. Hoje, além dele e do Jardim Simus & Cia., outras três regiões formam o grupo de jornais que levam esta marca: Júlio de Mesquita & Cia., Jd. São Paulo & Cia., Central Parque & Cia. Em sua primeira edição o jornal teve 3 mil exemplares. Hoje a tiragem apenas deste bairro chega a 7 mil. Os cinco periódicos totalizam cerca de 40 mil exemplares, em 29 bairros, chegando a mais de 100 mil leitores.
A cidade que o Bairro em Foco via há 5 anos, quando nasceu, era outra. A zona oeste também tinha outro panorama e hoje é uma das regiões que impulsionam o crescimento da cidade.
Como não poderia ser diferente, o jornal também evoluiu. A partir desta edição apresentamos um novo logotipo, moderno, arrojado e que valoriza o nome deste periódico. Também retomaremos a partir da próxima edição os classificados de linha, que proporcionam a oportunidade de compra e venda dos mais diversos produtos e serviços a um preço bem acessível. Para anunciar nos classificados de linha, cada linha custa R$ 2,00, e é preciso comparecer pessoalmente munido de documento de identidade, na sede do jornal, rua João Thomé Franco, 447, Wanel Ville II, de segunda a sexta, das 8h30 às 12h ou das 13h30 às 17h. Além de tudo, também teremos a coluna “Pensamentos do Jota”, com a intenção de entreter e levar a pensar sobre fatos corriqueiros que podem acontecer com qualquer pessoa.
Recentemente, o prefeito Vitor Lippi declarou sua admiração pelo jornal Bairro em Foco. “Vocês só mostram a realidade. Isso é muito bom. É o que todo mundo precisa ver”, declarou.
Esse é o reconhecimento de um trabalho de interesse público e social. O que nos deixa envaidecidos e certos de que essa história precisa ser multiplicada, para sempre representar o bem existente nesta região da cidade.
Parabéns Sorocaba, pelos seus 355 anos de desenvolvimento. Parabéns também a zona oeste, por fazer parte fundamental dessa história de sucesso da cidade. E parabéns ainda ao jornal Bairro em Foco que, de forma conjunta, também cresce cada vez mais.

Jota Abreu


.: Cursos Culinários permitem a geração de renda :.

A Dijos Doces vem realizando diversos cursos culinários na parte superior de seu salão de festas, com o intuito de proporcionar novas oportunidades para que as pessoas possam gerar renda.
É o caso de Cícera Valentim Batista, 52 anos, moradora do Wanel Ville III. Ela já está revendendo pães-de-mel, trufas, alfajores, entre outras guloseimas. “Eu produzo e vendo no atacado”, conta.
Ela e mais cerca de 20 mulheres participaram do último curso, no dia 14 de agosto, no salão de festas Spaço Kids. Ministrada pela culinarista Terezinha, a aula foi das 14h às 17h, e ensinou a fazer pão-de-mel enfeitado e a trufona recheada. Esse curso teve apoio do chocolate Valle Nevado.

Próximos cursos:
31/08 – Trufas Garoto : Viajando pelo mundo, a descoberta dos sabores. Profª. Ana Pavini (culinarista da Garoto)
11/09 – Panetone com Frutas Cristalizadas e Panetone Trufado com Cobertura de Chocolate (Chocotone). Profª. Terezinha / Divino Sapore (das 13h30 às 17h)
14/09 – Docinhos: Dois Amores / Camafeu de Nozes / Marzipan de Castanha. Profª. Sara (culinarista da Harald)
18/09 – Esfiha Fechada, Esfiha Aberta e Pão de Batata. Profª. Terezinha. (das 13h30 às 17h)
24/09 – Festival de Trufas: Maracujá / Tradicional / Amarula / Cereja / Ferrero Rocher / Sonho de Valsa. Profª. Valquíria / Formas Suíça
As aulas são realizadas em uma cozinha completa, específica para cursos, sempre às 14h, no salão de festas Spaço Kids, rua Mário Soave, 552, Central Parque. O telefone é 3017.0529. Inscrições pelo telefone da Dijos Doces 3222.5274 e 3217.9087. O e-mail é dijosdoces@hotmail.com.

.: Sorocaba se dá bem no Jori :.

A equipe de Sorocaba obteve bom desempenho nos Jogos Regionais do Idoso (Jori) no mês de junho em Itapetininga. As equipes de Vôlei Masculino, Coreografia, Natação Masculina, Xadrez e Damas obtiveram resultados positivos e estão classificadas para os Jogos Estaduais do Idoso, que vão acontecer de 18 a 22 de novembro em Piracicaba. “Certamente teremos o atleta mais velho, o sr. Humberto que joga Damas, e tem 85 anos”, conta Cláudio Roberto Cardoso, chefe da delegação sorocabana.
A Prefeitura de Sorocaba disponibiliza a estrutura para a equipe da cidade. Segundo Cláudio, a cada ano a estrutura melhora. “Para a etapa estadual vamos levar cerca de 45 pessoas, tudo por conta da prefeitura”, explica.

.: C E do Jd. Simus tem aulas de Jiu-Jitsu e Futebol :.

O Centro Esportivo do Jd. Simus está com inscrições abertas para as escolas de Jiu-Jitsu e Futebol, com o professor Alberto Ferreira da Costa, técnico de esportes da Prefeitura de Sorocaba.
Para o futebol, a faixa etária é entre 7 e 16 anos. Os menores de 13 anos fazem aulas às segundas, quartas e sextas-feiras, das 14h às 15h30. Acima dessa idade as atividades são às terças e quintas-feiras, das 16h às 17h30.
O Jiu-Jitsu não tem limite de idade, mas os grupos são organizados de acordo com a faixa etária. Às segundas, quartas e sextas-feiras as aulas ocorrem das 16h às 17h30. Terças e quintas, das 14h às 15h30, e para um grupo mais adulto das 20h às 21h30.
É necessário apenas fazer a carteirinha do Centro Esportivo, levando 2 fotos, RG ou Certidão de Nascimento original e comprovante de endereço. Os menores de 18 anos precisam comparecer ao lado dos responsáveis.

.: Kumon estimula o aprendizado independente :.

O Kumon é um método de ensino que desenvolve seus alunos por meio do autodidatismo. Os cursos de Matemática, Português, Inglês e Japonês visam desenvolver a capacidade de desenvolver o próprio conhecimento.
Além da assimilação dos conhecimentos referentes aos conteúdos das lições, os alunos do Kumon passam pela experiência de estudar, de forma independente, assuntos novos, algo que desenvolve a autoconfiança e lhes confere um inestimável patrimônio para o futuro. Uma vez que o aluno adquire sólida capacidade autodidata, torna-se capaz de continuar a estudar sozinho qualquer disciplina, sem a ajuda de outras pessoas.
“Acreditamos que os pais desejam que seus filhos tenham uma grande capacidade de estudo e não levem a vida de modo passivo, mas como protagonista de seu tempo”, dizem os especialistas no método. Ao chegar na unidade do Kumon, os alunos começam a resolver um material adequado à sua capacidade, em quantidade e grau de dificuldade condizente com a sua realidade.
Assim como ocorre com o treino dos esportes e o aprendizado da música, algo que não tem relação com idade, o ideal é que o estudo seja feito de modo individualizado e que o treino constante leve ao domínio e aperfeiçoamento das capacidades técnicas básicas necessárias para o trabalho criativo. Da mesma forma acontece no Kumon. A partir do domínio das capacidades básicas, tais como cálculo e interpretação, o aluno se sente motivado e seguro para enfrentar novos desafios.
Desde o princípio, a missão do Kumon foi trabalhar visando o futuro da criança. Takeshi, o primeiro filho do professor Kumon, estava na segunda série e não tinha dificuldades em Matemática. Depois que se dedicou e alcançou Cálculo Diferencial e Integral, estando ainda na sexta série do Ensino Fundamental, atraiu a atenção de colegas e pais, que gostariam que seus filhos desenvolvessem as mesmas habilidades e conquistassem a mesma postura de Takeshi.
Hoje, há diversos perfis de alunos que estudam pelo método Kumon, desde quem procura o curso por já apresentar gosto por cálculo ou línguas, como quem busca se aprimorar.
Para saber mais sobre o método e tirar dúvidas, a unidade Jd. Magnólia está á disposição na rua Dr. Luiz Pereira de Campos Vergueiro, número 20, ou através dos telefones 3011.2546 ou 3232.7280.

.: “Normas de Elegância” dita moda há 40 anos na General Carneiro :.

Em 16 de julho de 1950, com 13 anos, Ireno Acelino Lopes ficou triste com a derrota do Brasil na final da copa do mundo de futebol que se realizava aqui no país. No dia seguinte, ele ingressou pela primeira vez numa alfaiataria, o que seria o seu destino até os dias de hoje. Demonstrando ter uma excelente memória, ele lembra que o dia 6 de junho de 1969 marcou o início de sua própria empresa, na época chamada de Ireno Magazine, hoje Normas de Elegância. “São sessenta anos de profissão e quarenta anos de história da empresa, sempre aqui no mesmo endereço da avenida General Carneiro”, lembra.
No início, a empresa trabalhava apenas com moda masculina. De sua loja, Ireno viu a avenida se transformar. “Quando comecei, a rua ainda era de terra”, afirma. Ele conta que a via era a única ligação entre São Paulo e o sul do país. “Os ônibus que vinham do Paraná passavam em frente à loja”, diz.
Os alfaiates e o costume dos homens de se vestir socialmente foram perdendo a força, principalmente na década de 60, com o advento das calças jeans. E o empresário sempre acompanhou as novidades. O que no princípio era um trabalho exclusivo para o público masculino, se desenvolveu e hoje veste ambos os sexos, do bebê ao vovô. Ireno atende alguns poucos clientes que pedem para fazer suas roupas. Além disso, ele faz o corte de tecidos que vão para confecção de uniformes escolares, um produto muito requisitado na loja.
Sua esposa, Norma Rusconi Lopes, também trabalha até hoje, além de ter inspirado o nome da loja. O restante da família também colabora para o sucesso do negócio. O progresso veio, e Ireno viu muita coisa passar pela avenida. Mas o charme da “Normas de Elegância”, permanece eternizado na história da avenida General Carneiro.
Serviço: a loja “Normas de Elegância” fica na avenida Gal. Carneiro, 1805, e o telefone para contato é 3221.6409.

.: Escolas do bairro estão empenhadas na luta contra a nova gripe :.

As escolas da cidade de Sorocaba voltaram às aulas no dia 17 de agosto com uma prioridade: educar os alunos para a prevenção de contágio da Gripe H1N1, a gripe suína.
Segundo Eliana Cristina Guilherme Rubinato, diretora da Escola Municipal “Rosa Cury” no Jd. Americano, várias ações estão sendo feitas para evitar qualquer problema. “O bem estar de todos é muito importante agora”, afirma a diretora. Também na Escola Estadual “José Reginato”, do Jardim Simus, a diretora Maria Elisa Chiarini está precavida.
As escolas disponibilizaram um recipiente com Álcool Gel em cada sala de aula, além de estarem incentivando que os alunos lavem as mães com frequência. As portas e janelas de todas as salas ficam abertas para manter o local arejado. As faxineiras constantemente limpam as maçanetas de todas as portas, e os banheiros agora contam com sabonetes líquidos.
Na “Rosa Cury” os alunos estão assistindo vídeos explicativos e levaram um material contendo todas as informações para a família. Tudo como forma de evitar o contágio.
Quem tiver qualquer sintoma, mesmo da gripe comum, será dispensado das aulas de 7 a 14 dias. Por conta do atraso na volta às atividades, a escola “José Reginato” irá fazer a reposição de aulas em todos os sábados e feriados até o dia 21 de novembro.
Nas duas escolas, estão sendo aplicadas formas para compensação de ausência, caso algum aluno seja afastado. Serão aplicadas atividades domiciliares, trabalhos e provas para suprir a necessidade das faltas. A direção da escola “Rosa Cury”, acredita que alguns alunos ainda não retornaram à escola, pois os pais podem estar receosos por conta da gripe. “Estamos tomando todas as medidas necessárias. No entanto, se o aluno não estiver frequentando por motivo de saúde, os pais precisam comparecer à escola e preencher o requerimento para atividades domiciliares”, explica a diretora Eliana. Ela ressalta que a ausência na unidade escolar implicará em faltas para os alunos.

.: Bocha é bi campeã dos Jogos Regionais :.

Na categoria Bocha, a equipe de Sorocaba foi bi-campeã no 53º Jogos Regionais do Estado de São Paulo, realizado em São Roque. Com a conquista, eles estão classificados para a etapa estadual que será realizada na cidade de São Caetano.
O time, representando a Liga Sorocabana de Bocha tinha como jogadores: Barba, Bolacha, Ditão, Pedro, Maguila, Dirnei, Baianinho, Niva e Valter. A escalação foi foi feita pelo presidente da Liga, Célio Martins e seu auxiliar técnico, Milton.
Sorocaba foi campeã depois de derrotar as cidades de Cabreúva, Votorantim, Itu, São Roque e na final, Itatiba. O time é composto pelas duas equipes existentes na cidade: AA Santa Rita e Centro Esportivo Jd. Simus. O Grêmio Recreativo São Bento, na Vila Hortência está montando uma equipe, e possivelmente também fará parte da seleção. Todo o trabalho tem o apoio da Prefeitura de Sorocaba.

.: Mega Veículos: parceria de sucesso no Jd. Simus :.

Bom atendimento e automóveis de qualidade. Essa é uma das receitas que os sócios Rafael Arruda e André Miguel adotaram para o sucesso da Mega Veículos, no Jardim Simus. Há 6 anos, os dois resolveram empreender juntos e começaram a vender carros, a princípio por telefone. “Deixávamos os carros num local aqui perto”, lembra Rafael. Tempos depois, o seu sogro adquiriu um terreno na Alameda das Azaleias onde foi construída a Mega Veículos, uma das pioneiras no bairro.
Rafael Arruda conta que o aumento de mercado na venda de carros é possível quando se tem parceiros, em vez de concorrentes. Ele explica que o concorrente é aquele que tenta vender denegrindo o trabalho dos outros. “Esse é um problema, pois se ele disser que as lojas vizinhas são ruins, o local vai ganhar má fama, e ele mesmo terá prejuízo futuro”, detalha. Já os parceiros, segundo o empresário, fazem indicações, trocam clientes e assim podem crescer juntos. “O automóvel é único. Não existem dois iguais. Então se a pessoa procura por um carro que não tenho, indico a loja de algum amigo. E assim vice e versa”, ressalta.
O proprietário ainda conta que a Mega Veículos trabalha com carros de boa procedência, periciados como forma de garantir que o comprador não tenha nenhum problema depois. “Na concessionária que trabalhei antes, aprendi a fazer tudo corretamente, pois só assim você consegue ser uma grande empresa”, diz.
Sobre a desvalorização dos carros, Rafael afirma que teve prejuízo. No entanto, também vendeu bastante. “Enquanto o carro zero baixou 6%, o semi-novo baixou 15%. Por isso, vale mais a pena comprar um usado”, garante.
Hoje a Mega Veículos atende na Alameda das Azaleias, número 420, no Jardim Simus. Os telefones são 3222.7400 e 3217.5671.


.: Diabetes pode levar à perda dos dentes :.

Estima-se que 22 milhões de pessoas sofram de diabetes no Brasil. A doença traz deficiências na produção de um hormônio produzido pelo pâncreas, chamado de insulina, necessário para que o açúcar do sangue penetre nas células.
O que poucos sabem é que os diabéticos, entre outras complicações, também têm três vezes mais risco de desenvolver uma infecção que destrói o osso e os tecidos que suportam os dentes, conhecida como doença periodontal, que pode levar inclusive à perda do dente. Se o metabolismo estiver descontrolado, então irão apresentar até 11 vezes mais chance de ter perda óssea periodontal.
O caminho inverso também acontece. Pessoas com diabetes que têm a doença periodontal apresentam pior controle metabólico do que diabéticos sem o problema bucal. Isso acontece porque, como qualquer outra infecção, a doença periodontal aumenta a resistência tecidual à insulina.
Para controlar esse problema, é importante que o indivíduo com diabetes consulte um periodontista com frequência, pois o tratamento bucal pode melhorar os níveis de glicemia. Tudo isso, aliado a um bom acompanhamento médico, uma eficaz higiene bucal e consultas periódicas com o cirurgião dentista são importantes para manter o equilíbrio da saúde.
Dr. Edílson Valente Jorge – Cirurgião Dentista - CRO - 44126

.: Kioski do Yakissoba traz delícias japonesas para o Jd. Simus :.

O prato é originário da China, se popularizou na culinária japonesa e agora faz sucesso no mundo inteiro em diversas redes de fast-food. O Yakissoba é hoje bastante consumido no Brasil justamente por conta destas grandes redes de comida chinesa. Mas a versão japonesa do prato tem diferenças importantes. “O Yakissoba do Japão é feito só com carne de porco, repolho e tempero pronto em pó, enquanto que o chinês é mais parecido com o nosso, preparado com vários legumes, verduras e molho a base de shoyu. O que difere são apenas alguns temperos”, explica Elizabeth Shimada, que ao lado de sua irmã Cristina Morimoto abriu o “Kioski do Yakissoba”, há 5 meses no Jd. Simus.
Cristina conta que a família sempre as incentivou a abrir um restaurante. “Trabalhar em família permite mais tempo para podermos ficar com nossos filhos”, revela. As duas, de descendência japonesa, estiveram no país durante 17 anos, onde trabalharam com culinária.
O Yakissoba, além do macarrão, leva cenoura, couve-flor, brócolis, vagem, salsão e repolho, todos refogados numa panela chamada Woki com óleo de gergelim em fogão de alta pressão para manter o sabor e a crocância. Em seguida é adicionado mignon ou peito de frango, junto com um molho especial de receita secreta. “É um segredo de família. Demora de 4 a 5 horas pra ficar pronto”, afirma Shimada.
A culinária oriental é uma boa opção para as crianças que não querem comer legumes e verduras. “Tem gente que pede em casa, pois é a única forma dos filhos comerem alimentos saudáveis”, confidencia Morimoto.
O “Kioski do Yakissoba” também oferece Tempurá (legumes bem fininhos, com massa e camarão) e Rolinho Primavera (espécie de pastelzinho chinês nos sabores carne bovina com legumes, frango com legumes e queijo.).
Serviço: O Kioski do Yakissoba fica na Avenida Américo Figueiredo, 207, Jd. Simus. O serviço delivery é através do telefone 3016.7116.

.: Camara Confecções faz pijamas e uniformes escolares em tamanhos especiais :.

Quando Nadir Camara Tomé começou a costurar, há cerca de 40 anos, a intimidade com linhas, agulhas e tesouras era quase um dever de toda mulher, antes de se casar. Para ela, além de necessidade, havia o gosto pela profissão. “Todo esse tempo eu trabalho no que me dá prazer, sempre me atualizando”, conta.
Hoje, ainda apaixonada pelo que faz, Nadir cuida da sua loja Camara Confecções, especializada em pijamas da marca Cochilo, criada por sua filha Márcia. O diferencial da marca são os tamanhos especiais, camisolas para gestantes e os modelos necessários pré ou pós-operatórios. “Você vai por aí e compra só o que oferecem. Aqui a pessoa escolhe a estampa e o modelo, e eu confecciono sob medida, com um pequeno prazo de entrega”, explica.
Além disso, vendo a existência de várias escolas municipais no bairro, Nadir também passou a fabricar os uniformes escolares tanto verão, como os de inverno, evitando assim que as pessoas precisem ir ao centro da cidade, enfrentando dificuldades com trânsito e estacionamento. Também são oferecidos tamanhos especiais sob encomenda, sem precisar pagar mais por isso.
A Camara Confecções vende no atacado e varejo. O endereço é Rua Fernando Ribas Parra, 191, paralela com a avenida Elias Maluf, no Wanel Ville. Os telefones para contato são 3202.3134 e 3017.3864.

.: AMAS entrega carro zero para ganhador :.

A AMAS (Associação Amigos dos Autistas de Sorocaba) entregou um Gol 0Km para André Espigares Domingos, morador do Jd. Gutierrez, que colaborou com a Ação entre Amigos pormovida pela entidade desde o começo do ano. Ele comprou o número 43459, e através de sorteio pela loteria federal acabou premiado com o automóvel que foi entregue pelo presidente da associação, João Ferreira de Araújo. A AMAS agradece a todos que compraram e colaboraram com a ação.

 

O trabalho

Ainda há muitos estudos que não conseguiram chegar a uma conclusão exata sobre a definição do autismo. Os sintomas variam amplamente e comprometem diretamente três áreas nobres do desenvolvimento humano: a comunicação, a interação social e a imaginação. Ao contrário do que muitos pensam, o mito de que os autistas vivem em seu “mundo próprio” está errado. Se, por exemplo, uma criança autista fica isolada enquanto outras brincam, ela não está desinteressada nas brincadeiras, apenas tem dificuldades de iniciar, manter e terminar adequadamente uma conversa.
Com 15 anos, a AMAS é a única entidade da região de Sorocaba (cerca de 40 cidades) especializada no autismo, o que aumenta sua responsabilidade social. A diretora Jeane Collaço Pereira explica que o trabalho consiste em acolher os assistidos de segunda a sexta, das 8h às 17h. Nesse período, além de receber alimentação, eles passam por diversos tratamentos com terapia ocupacional, dentistas, dermatologistas, otorrinos, ginecologistas, etc. “Nosso trabalho é pautado por parâmetros internacionais de tratamento da síndrome”, explica a diretora. Ela conta que os assistidos realizam atividades como culinária, artesanato, passeios em shoppings, parques de diversão, fazendas, etc.

Sardinhada

A Sociedade Beneficente e Recreativa Vasco da Gama irá promover em sua sede na Vila Haro uma “Sardinhada Portuguesa”, em prol da AMAS. O evento será no dia 12 de setembro, das 18h às 21h com convites a R$ 25,00 que dão direito ao prato principal, além de vinho e refrigerante à vontade. Para comprar o convite, basta entrar em contato com a AMAS, através dos telefones 3334.4400 ou 3334.4449. A entidade fica na rua Nova Odessa, 201, no Jd. Simus.

.: Inscrição para o vestibulinho dos cursos gratuitos
da ETEC “Fernando Prestes” vai de 5 a 26 de outubro :.

O Vestibulinho 2º Semestre de 2009 da Escola Técnica Estadual “Fernando Prestes”, abre inscrições entre os dias 5 e 26 de outubro para quase mil vagas em diversos cursos técnicos gratuitos. O período para se inscrever termina às 15h do dia 26, apenas pelo site www.vestibulinhoetec.com.br e a taxa é de R$ 20,00. O exame será no dia 29 de novembro.
Os cursos disponíveis são:
- Manhã: Ensino Médio (200 vagas), Desenho de Construção Civil (40 vagas) e Informática (40 vagas);
- Tarde: Informática (40 vagas), Mecânica – Projetos (40 vagas), Administração (40 vagas), Logística (40 vagas), Informática para Internet (40 vagas), Contabilidade (40 vagas), Agenciamento de Viagens – Guia de Turismo (40 vagas);
- Noite: Informática (40 vagas), Mecânica – Projetos (40 vagas), Administração (40 vagas), Secretariado (40 vagas), Segurança do Trabalho (40 vagas), Contabilidade (40 vagas), Desenho de Construção Civil (40 vagas), Design de Interiores (40 vagas);
A novidade fica por conta de duas classes noturnas descentralizadas na E.E. Prof. Joaquim Izidoro Marins. Os cursos são de Administração e Informática, com 40 vagas para cada um.
Mais informações sobre o vestibulinho, pelo telefone: (15) 3221.9677.

Tradição e História
Em 2009, a Escola Técnica Estadual “Fernando Prestes” completa 80 anos. Desde 1929 ela se dedica à profissionalização de jovens e adultos de Sorocaba e Região.
Durante todos esses anos a instituição sofreu várias transformações, por conta de alterações legais, estruturais e até mesmo mudança de prédios. Inúmeros profissionais se formaram na Escola Técnica, todos preservando o espírito de pioneirismo e de dedicação que vive até hoje no “Fernando Prestes”.
Segundo o diretor Paulo Sérgio Germano a escola conta com mais de 1800 alunos matriculados nos diversos cursos, e cerca de 100 professores. “A nossa missão é capacitar o aluno ao exercício da cidadania, para que possa desenvolver o saber, e deste modo, prepará-lo para estudos posteriores e ao mercado de trabalho”, afirma Germano. Ele conta que muitas empresas telefonam, interessadas nos alunos que lá estudam, pois sabem da capacitação técnica que a escola oferece. “Nosso lema é ‘Ensinando para a Vida!’ Afinal, são 80 anos de credibilidade educacional”, encerra.


.: UBS do Jd. Simus faz Festa Julina :.

Por iniciativa das funcionárias Alice e Dulzira, foi realizada uma festa julina na Unidade Básica de Saúde do Jardim Simus, para os pacientes do Programa Hiperdia e seus parentes. O programa do Ministério da Saúde é desenvolvido em todas os postos de saúde da cidade, e visa atender pessoas com diabetes.
A festa começou às 17h com uma palestra sobre diabetes. Em seguida, às 18h, a palestra foi sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s) na Terceira Idade, e terminou com um teatro. Logo após, começou a festa, que coloriu a unidade com as tradicionais bandeirinhas, além de comidas e músicas típicas.
O grupo do Hiperdia realiza diversas atividades como serestas, caminhadas e confraternizações com o intuito de oferecer lazer, diversão e informações preventivas para os diabéticos.

.: Comunidade do Jd. Simus realiza festa da Padroeira :.
A Comunidade Nossa Senhora do Desterro, da Paróquia São José do Cerrado, está organizando a festa da padroeira no início do mês de setembro. Confira a programação.
03/09 – às 19h30min – Missa com o Pe. José Edmilson S. Silva.
04/09 – às 19h30min – Missa com o Pe. Rodolfo G. Morbiolo. Quermesse após a missa.
05/09 – às 17h – Celebração com o Diác. Antonio Sartorelo Neto. Quermesse após a celebração.
06/09 – às 9h – Procissão pelas ruas do bairro e missa festiva com o Pe. José Ernani Angelini. Saída e chegada da procissão animada pela Corporação Musical Carlos Gomes, de Sorocaba.
A Comunidade Nossa Senhora do Desterro fica na Av. Dr. Américo Figueiredo, 844, Jardim Simus.


.: Pensamentos do Jota :.
Respira fundo... três, dois, um! Ufa, vamos lá. É a estreia desta coluna, na qual, segundo meu editor, vou ter liberdade para escrever o que penso e sobre o que eu quiser. Fiquei lisonjeado por essa confiança dele em mim. Obrigado, Marcos! E já que é uma estreia, vou falar de outra estreia (bem pessoal) minha: a paternidade.
Na segunda quinzena de abril nasceu a minha primeira filha. O “pai-fotógrafo” aqui aguentou bem assistir o parto. Talvez tenha sido a frieza jornalística que me motivou mais a registrar o momento do que lembrar se tinha sangue. É teste de sei lá o que, tubinho que entra, limpezas, leva o bebê para cá e para lá, vacina... Opa! É das benditas agulhas que furam a minha filha que vou falar.
Dia desses, agora já mais crescidinha, a levamos para uma consulta mensal de rotina e o pediatra pediu que fizéssemos dois exames preventivos: urina e sangue. O primeiro, ainda que demorado, foi até bem. Agora, o segundo, meu amigo! Quem é pai sabe do que estou falando. E não é papo de “tiozão”, pois ainda nem cheguei aos trinta anos. E se você é mãe, não vale. Elas são mais fortes, como foi minha esposa.
Chegamos ao laboratório de exames, a esposa explicando para a enfermeira o que o médico havia pedido, enquanto eu carregava minha pequena. Ela tinha acordado tão contente, mas naquele momento parecia prever o que havia de vir. Olhei nosso reflexo no espelho e ela estava com olhar triste, coitadinha.
“Traga ela aqui”, disse a enfermeira. Com todo o medo que tenho de agulha, somado à dor no coração, coloquei o bebê na maca. Minha esposa ao lado. Quando a moça arregaçou as mangas da roupinha, a criança começou a chorar e quase fui junto. Na hora de amarrar aquela borrachinha no braço dela, saí da sala, antes que batesse na enfermeira. Imagina se eu presenciasse a picada! Na porta do laboratório só ouvia o pranto cada vez mais intenso e aquilo quase me mata. A tecnologia deveria inventar algo para não precisar arrancar o sangue nos exames. Raio-x, raio laser ou o raio-que-o-parta, desde que não fure!
É complicado pensar que vou ter que permitir que minha filha tenha alguns sofrimentos para um bem maior. Antes de ser pai, se alguém me contasse isso, diria que é superproteção. Na realidade é mesmo. Mas agora sei que superproteção tem uma justificativa: amor. De qualquer forma, pelo menos na teoria, já sei que não vou poder protegê-la de tudo. Mas que vai doer em mim duas vezes mais do que nela, isso vai.

.: voltar :.