.: Matérias Central Parque 21 :.
 
.: Editorial :.

 

A cidade está vivendo as festividades do seu 355º aniversário. Quando o jornal Bairro em Foco nasceu, a cidade completava o emblemático número de 350 anos.
Essa agradável coincidência leva-nos a refletir sobre o caminho percorrido por este jornal que já se incorporou à vida do bairro e ganhou o respeito de moradores, clientes, amigos e até de pessoas de outras localidades da cidade.
O Bairro em Foco teve como sua célula mater a versão do Wanel Ville & Cia. Hoje, além dele e do Central Parque & Cia., outras três regiões formam o grupo de jornais que levam esta marca: Júlio de Mesquita & Cia., Jd. São Paulo & Cia., Jardim Simus & Cia. Em sua primeira edição o jornal teve 3 mil exemplares. Hoje a tiragem apenas deste bairro chega a 7,5 mil. Os cinco periódicos totalizam cerca de 40 mil exemplares, em 29 bairros, chegando a mais de 100 mil leitores.
A cidade que o Bairro em Foco via há 5 anos, quando nasceu, era outra. A zona oeste também tinha outro panorama e hoje é uma das regiões que impulsionam o crescimento da cidade.
Como não poderia ser diferente, o jornal também evoluiu. A partir desta edição apresentamos um novo logotipo, moderno, arrojado e que valoriza o nome deste periódico. Também retomamos a partir de agora os classificados de linha, que proporcionam a oportunidade de compra e venda dos mais diversos produtos e serviços a um preço bem acessível. Isso também vem acompanhado do aumento no número de páginas, que de 16, passa a ter 20 páginas. Além de tudo, também teremos a coluna “Pensamentos do Jota”, com a intenção de entreter e levar a pensar sobre fatos corriqueiros que podem acontecer com qualquer pessoa.
Recentemente, o prefeito Vitor Lippi declarou sua admiração pelo jornal Bairro em Foco. “Vocês só mostram a realidade. Isso é muito bom. É o que todo mundo precisa ver”, declarou.
Esse é o reconhecimento de um trabalho de interesse público e social. O que nos deixa envaidecidos e certos de que essa história precisa ser multiplicada, para sempre representar o bem existente nesta região da cidade.
Parabéns Sorocaba, pelos seus 355 anos de desenvolvimento. Parabéns também a zona oeste, por fazer parte fundamental dessa história de sucesso da cidade. E parabéns ainda ao jornal Bairro em Foco que, de forma conjunta, também cresce cada vez mais.

Jota Abreu

.: Zoonoses – Mitos e Verdades :.

Zoonoses são doenças de animais que podem ser transmitidas ao homem. É fato que entre os pequenos animais há uma grande lista de doenças com potencial zoonótico, porém a melhor forma de prevenção é a informação correta. Como médico veterinário atuante há 8 anos em Sorocaba, tive a oportunidade de presenciar alguns equívocos com relação a certas doenças transmissíveis ao homem pelos animais, e acredito ser de minha responsabilidade o esclarecimento de alguns pontos importantes.
Como primeiro exemplo, cito a toxoplasmose. Escutei diversos relatos de pessoas que estavam gestantes ou imunossuprimidas e foram aconselhadas a doar seus animais de estimação. Será que realmente é o correto? Na verdade, os gatos adquirem a toxoplasmose após a ingestão de carne crua contaminada ou de pequenos vertebrados como camundongos. Um gato infectado pela toxoplasmose só pode contaminar outro indivíduo por um período muito curto de dias e para isso, as fezes devem permanecer por alguns dias no ambiente até que o protozoário causador da doença adquira capacidade de infectar outros indivíduos. Portanto, remover as fezes dos gatos diariamente é uma medida muito eficiente de prevenção. Após este período, o gato é incapaz de transmitir a doença para o ser humano ou outros animais. Pergunto então, como um gato criado em apartamento ou restrito a uma residência (sem acesso à rua), adquirido ainda filhote e que se alimenta de ração poderá transmitir toxoplasmose ao seu dono ou a outros animais? Muito difícil, realmente. Até mesmo em casos de pacientes com AIDS isso não é recomendado já que o contato direto com o gato raramente resulta na aquisição de toxoplasmose.
No caso da raiva, podemos afirmar que é uma doença mortal, sem cura e pode ser transmitida através do contato com a saliva contaminada de cães, gatos e animais selvagens não vacinados. Apesar de não existir tratamento, a vacinação é extremamente eficiente para a erradicação da doença. Sendo assim, regiões que instituem a vacinação anual de seus animais como forma obrigatória, praticamente erradicaram a doença. Em Sorocaba, assim como em toda região sul e sudeste do Brasil, não há nenhum caso registrado de raiva em pequenos animais há mais de 10 anos. Isso significa que a doença está controlada e erradicada. As campanhas anuais exercem um papel somente preventivo.
Assim sendo, podemos concluir que o risco de adquirir uma doença zoonótica por contato direto com cão ou gato pessoalmente adquirido, saudável e domiciliado é extremamente pequeno. Como veterinário, posso garantir que é muito seguro ter um animal de estimação tanto para crianças como para adultos e idosos, desde que seja bem tratado, respeitado e acompanhado por um veterinário competente.


Dr. Adelmo G. Miguel - Médico Veterinário
CRMV-SP 13.452

.: Dispensário Irmã Sheila inicia atividades do 2º semestre :.

Devido ao surto da Gripe A H1N1, o início das atividades do Dispensário Irmã Sheila para o segundo semestre de 2009 foi adiado, reiniciando dia 10 de agosto. A entidade está com dez vagas para o Grupo de Yoga, que acontece todas as quintas-feiras, das 9h às 10h.
Também está aberta a espera de vagas para os Grupos Mães, que acontecem às terças e sextas-feiras, das 14h às 17h e o Grupo de Ginástica, que se reúne às segundas e sextas-feiras, das 9h30m. às 10h30min.
Além disso, as pessoas já inscritas para o Grupo de Informática, devem procurar a entidade para confirmação e interesse no Curso, que deve iniciar até setembro.
O Dispensário Irmã Sheila fica na Rua Trajano Athayde, 425, no Jardim São Marcos. O telefone para contato é 3222.9535, com atendimento de segunda à sexta-feira, das 14h às 17h.

.: Escola do Central Parque ganha tabuleiro de xadrez gigante :.

A Escola Estadual “Antonio Miguel Pereira Junior” no Central Parque agora conta com um tabuleiro de xadrez gigante, e um local reservado para a prática do esporte, com mais 6 mesas em tamanho normal.
Os professores Marcos, Pedro e Fernando notaram o potencial dos alunos e o gosto deles por xadrez e, juntamente com a diretora Suely Terezinha das Graças Monteiro Gomes, resolveram investir no esporte. O resultado foi o título deste ano de campeão dos Jogos Escolares de Sorocaba nas categorias masculino e feminino. “Essa foi uma iniciativa da escola que teve a adesão dos alunos”, afirma a diretora. Além de campeã no xadrez, a escola ainda levou o terceiro lugar no vôlei feminino.

Acessa Escola
O programa “Acessa Escola”, criado pelo Governo do Estado será implantado no segundo semestre na “Antonio Miguel Pereira Junior”. A escola já conta com 13 computadores em sua sala de informática, e agora receberá outros 23, exclusivos para a sala do “Acessa”. O programa tem por finalidade promover a inclusão digital de alunos, professores e funcionários das escolas estaduais. O uso será gratuito. Os computadores também serão usados durante as aulas, e os professores terão softwares específicos para trabalhar as matérias com os alunos.
Além disso, a escola receberá em breve uma unidade do “Sabe Tudo”, um programa da Prefeitura de Sorocaba que também visa a inclusão digital.

Participação da comunidade
A diretora Suely Terezinha disse que gostaria de sentir maior participação da comunidade nas ações da escola. “Queremos ouvir a população, as sugestões, críticas e ideias que venham colaborar para o desenvolvimento do bairro em si”, pede. Hoje a unidade conta com 1100 alunos de ensino fundamental e médio, e sua grande maioria é de moradores do Central Parque e adjacências. “O que a escola ensina, reflete diretamente na vida do bairro”, afirma Suely Terezinha. Uma das formas de interação é a visita à Biblioteca da escola, que está aberta para a comunidade. Recentemente, a unidade recebeu novos livros que enriqueceram ainda mais o acervo. A E.E. “Antonio Miguel” fica na rua Érico Veríssimo, 1050, no Central Parque. O telefone para contato é 3221.4200.



.: Planeta Animal: uma vida dedicada aos bichinhos :.

Dedicação, cuidado e muito carinho é o que nós do Planeta Animal temos a oferecer para cada um dos nossos clientes.
Nós vivemos, amamos e celebramos tudo o que pertence ao mundo deles. Dedicamos nossas vidas ao cuidado e compreensão, com um único objetivo: fortalecer a relação de amor e alegria que existe entre o cão e o seu dono, e entre o cão e todos nós, amigos, que cuidamos da sua saúde e da sua beleza. E o mais gratificante de tudo isso, é vermos os rabinhos abanarem de felicidade e gratidão a cada olhar, parecendo um imenso sorriso.
O Planeta Animal dispõe das melhores rações, nacionais e importadas, medicamentos, vacinas, acessórios (caminhas, roupas, brinquedos), artigos para pássaros e jardinagem, peixes e muito mais.
Nosso Banho e Tosa conta com uma equipe especializada e produtos de alta qualidade, para que seu animalzinho não venha a apresentar problemas futuros. E os banhos são quentinhos, pois nosso chuveiro é a Gás Natural.
Visite nosso site para conhecer mais sobre os nossos produtos e serviços: www.planetaanimalsorocaba.com.br. Disk: 3202.6170, entregas e transportes. O endereço é Rua Osmar Maciel, 369 Arco Íris.


Regiane Rosa Fogaça Machado
Planeta Animal

.: Kumon estimula o aprendizado independente :.

O Kumon é um método de ensino que desenvolve seus alunos por meio do autodidatismo. Os cursos de Matemática, Português, Inglês e Japonês visam desenvolver a capacidade de desenvolver o próprio conhecimento.
Além da assimilação dos conhecimentos referentes aos conteúdos das lições, os alunos do Kumon passam pela experiência de estudar, de forma independente, assuntos novos, algo que desenvolve a autoconfiança e lhes confere um inestimável patrimônio para o futuro. Uma vez que o aluno adquire sólida capacidade autodidata, torna-se capaz de continuar a estudar sozinho qualquer disciplina, sem a ajuda de outras pessoas.
“Acreditamos que os pais desejam que seus filhos tenham uma grande capacidade de estudo e não levem a vida de modo passivo, mas como protagonista de seu tempo”, dizem os especialistas no método. Ao chegar na unidade do Kumon, os alunos começam a resolver um material adequado à sua capacidade, em quantidade e grau de dificuldade condizente com a sua realidade.
Assim como ocorre com o treino dos esportes e o aprendizado da música, algo que não tem relação com idade, o ideal é que o estudo seja feito de modo individualizado e que o treino constante leve ao domínio e aperfeiçoamento das capacidades técnicas básicas necessárias para o trabalho criativo. Da mesma forma acontece no Kumon. A partir do domínio das capacidades básicas, tais como cálculo e interpretação, o aluno se sente motivado e seguro para enfrentar novos desafios.
Desde o princípio, a missão do Kumon foi trabalhar visando o futuro da criança. Takeshi, o primeiro filho do professor Kumon, estava na segunda série e não tinha dificuldades em Matemática. Depois que se dedicou e alcançou Cálculo Diferencial e Integral, estando ainda na sexta série do Ensino Fundamental, atraiu a atenção de colegas e pais, que gostariam que seus filhos desenvolvessem as mesmas habilidades e conquistassem a mesma postura de Takeshi.
Hoje, há diversos perfis de alunos que estudam pelo método Kumon, desde quem procura o curso por já apresentar gosto por cálculo ou línguas, como quem busca se aprimorar.
Para saber mais sobre o método e tirar dúvidas, a unidade Jd. Magnólia está á disposição na rua Dr. Luiz Pereira de Campos Vergueiro, número 20, ou através dos telefones 3011.2546 ou 3232.7280.

.: Luiz Pádua lança livro na Semana do Escritor :.

No último dia 25 de Julho, numa noite de autógrafos durante a Semana do Escritor de Sorocaba, na FUNDEC, o morador do Jardim São Paulo, o escritor Luiz de Carvalho Pádua lançou seu mais novo livro “Enfrentar o medo cara a cara”.
Neste novo livro, Luiz Pádua conta a história de John Rice, um requintado criminoso.Mas uma mulher de paixão doentia atrapalha seus planos para conquistas extras.
A história se passa em Nova York, no submundo mais sombrio do crime: cais do porto, onde se concentram quase todos os chefões do tráfico de drogas e contrabando. Uma trama comovente, onde o amor, o crime e a intriga estão presentes. Escondido no crime se encontra o medo de encarar a realidade da vida ou mesmo de morrer por mãos assassinas. Contudo o homem deve encontrar a si mesmo, o significado de sua personalidade e a realidade, não importa quão repelente ela seja. De nada resolveria fugir. A única maneira de controlar o medo é criar coragem para enfrentá-lo cara a cara, de igual para igual.
Luiz Pádua é autor de oito obras publicadas tanto na região de Sorocaba, como em Brasília, Goiânia, Belo Horizonte e Porto Alegre.
Para adquirir seus livros, basta entrar em contato com o autor através do e-mail: lucapad@terra.com.br ou também pelo escritorluizpadua@gmail.com.

.: Associação “Amor em Cristo” realiza evento
para manter trabalho com crianças e adolescentes :.

A Associação “Amor em Cristo” irá promover um Coquetel com Bingo Beneficente no próximo dia 26 de agosto no Salão Allegro, rua Serafina Milego Latorre, 430, paralela à avenida Salvador Milego. Os convites custam R$ 20, e estão à venda com os membros da Associação. Eles dão direito ao coquetel (salgados, sanduíches, etc.) e à primeira cartela do bingo. O evento irá arrecadar fundos para a manutenção dos trabalhos da associação.

A entidade
Há 15 anos, Olívia Conrado Ribeiro realizou uma promessa que tinha feito quando passou algumas necessidades:: quando tivesse condições, queria proporcionar para os outros, aquilo que haviam feito para ela. Tudo isso, mesmo tendo perdido um filho de 3 anos, sem contar com a ajuda de ninguém. Muitos anos depois, passou a fazer um sopão e distribuir no Habiteto, no Hungarês e em outros diversos bairros carentes da cidade. Fazia eventos, festas e arrecadava fundos para ajudar os mais necessitados.
O que era apenas vontade se transformou em uma realidade cada vez maior. Há nove anos, foi fundada de forma oficial a Associação Amor em Cristo, com sede no Júlio de Mesquita.
Filha da fundadora, a pedagoga Rosana Ribeiro é responsável pela coordenação geral dos trabalhos. Ela conta que a entidade hoje conta com quatro projetos essenciais. São eles:
Transformação:  de 7 a 16 anos. Envolve esporte, arte e cultura. Aulas de futebol, dança (balé), pintura em tecido e em tela e percussão;
Diamante: de 2 a 6 anos. Trabalha a parte lúdica e educação de movimentos. Aulas de balé e contação de histórias;
Resgate de valores: de 2 a 16 anos. Princípios de convivência, valores, amor ao próximo, a Deus, relacionamento familiar, socialização, etc;
Inclusão digital e social: de 10 a16 anos, e alfabetizados. Informática acompanhada de noções de cidadania. Projeto que também envolve algumas mães em uma turma especial.
Além de cada projeto, todas as 70 crianças têm alimentação, noções de higiene, recreação, alfabetização, reforço escolar, além de cuidarem da horta comunitária.
As famílias que desejam incluir seu filho na associação, precisam preencher uma documentação e a única exigência é que a criança (em idade escolar) esteja estudando.

Associados
Responsável pela administração, Ânderson Teixeira Santos revela que a maior dificuldade da “Amor em Cristo” é a arrecadação de verbas para manutenção dos trabalhos. Por isso, além dos eventos, está sendo feita uma Campanha de Associados Contribuintes. Para colaborar, basta entrar em contato para conhecer o local e os projetos. A contribuição será feita de acordo com a disponibilidade (valor/periodicidade) do novo sócio através de carnê ou boleto bancário. Embora a maior necessidade seja financeira, também pode ser doado material pedagógico, alimentos e produtos de limpeza.
Serviço: A Associação Amor em Cristo está aberta de segunda a sexta, das 8h às 16h30, na Rua José Escobar Sanches, 68, no Júlio de Mesquita. O telefone para contato é 3321.5027.

 

.: Perfumaria Júlio de Mesquita com novos cursos :.

A Perfumaria Júlio de Mesquita está com novos cursos programados para a área de estética e beleza.
Nos dias 25 de agosto e 19 de setembro as aulas ministradas serão sobre “Unha artística”, das 9h30 às 17h30. Os cursos são na própria Perfumaria e para participar é apenas necessário que o material a ser usado seja adquirido na loja.
No dia 15 de agosto, feriado, a Perfumaria estará com uma promoção imperdível. Na compra de 3 produtos da linha Nati ou Bio Segredo, ganhe a aplicação de Unha Artística.
Serviço: A Perfumaria Júlio de Mesquita fica na Av. Dr. Américo Figueiredo, nº 3960, no Júlio de Mesquita. Mais informações pelo telefone 3202.7689.


.: Insegurança de moradores motiva
aumento de policiamento no Central Parque :.

O aumento de 20% no número de roubos em comparação a julho do ano passado assustou alguns comerciantes e moradores do Central Parque que se mobilizaram para pedir mais policiamento no bairro.
O primeiro-tenente Paulo Fernandes, comandante interino da 1ª Companhia de Polícia Militar, responsável pela região, admite o aumento dos crimes no bairro, mas numa proporção menor do que outras regiões da cidade. “Ouvimos a reclamação e estamos realizando operações em vários dias e horários para prevenir a ação criminosa”, afirma. Ele explica que o momento inspira cuidados de todos, e o cidadão tem muito a colaborar para a segurança.
Entre as formas de ajudar, está o registro das ocorrências. “Direcionamos esforços para as regiões onde se constata mais problemas. Se a polícia não for informada sobre a ocorrência, esse dado não entra em nossas estatísticas”, detalha o oficial. O procedimento é importante para que não haja deslocamentos desnecessários, prejudicando a cobertura de outros locais. Por essa razão, são feitos diversos levantamentos que orientam o policiamento. “Esporadicamente a população reclama. Mas esquece de se queixar diretamente à polícia”, diz.
Questionado sobre as razões pelas quais as pessoas não ligam para o 190, o primeiro-tenente ressalta que não é preciso temer as perguntas do atendente, pois elas são confidenciais e servem apenas para verificar a autenticidade da queixa. “É para saber se não é trote, o que infelizmente ocorre muito”, revela.
O morador precisa estar atento a movimentos suspeitos. “A ocasião faz o ladrão. Na dúvida, contate a polícia com o máximo de características possível”, aconselha. O policial ainda diz que às vezes demora a chegada da viatura, mas isso acontece porque no deslocamento até o local do crime, acontece o patrulhamento em busca de suspeitos. No entanto, o contato com a vítima sempre será feito.
Para finalizar, o primeiro-tenente Paulo Fernandes tranquiliza a população e pede que seja criada uma confiança mútua entre polícia e comunidade. “É preciso reciprocidade”, diz. Segundo ele, a PM está atenta e presente, centrando esforços e otimizando o trabalho para aumentar a sensação de segurança do morador.

.: Cursos culinários da Dijos Doces :.

A Dijos Doces, com tradição de 20 anos no mercado, divulgou a sua agenda de cursos culinários para o mês de agosto.
18/08 – Curso de Bombons, trufa de morango com leite condensado, trufa de baunilha com calda chocolate e trufona (chocolate Bel). Todos com a professora Terezinha.
21/08 – Curso de Bolo com cobertura de pasta americana com recheio de trufa de café e decoração. Professora Sara culinarista da Harald.
27/08 - Curso de Bolo de Chocolate: Único e Maravilhoso e Festa Ecológica, com a professora Ana Pavini, culinarista da Garoto.
31/08 - Curso de Trufas: Viajando Pelo Mundo e A Descoberta dos Sabores, com a professora Ana Pavini, culinarista da Garoto.
Serviço: Os cursos são ministrados às 14h no salão de festas Spaço Kids na rua Mário Soave, 552, Central Parque o telefone é 15 3017.0529.
Dijos – 3222.5274 e 3217.9087, e-mail: dijosdoces@hotmail.com.

.: Quiropraxia cura diversas doenças apenas com as mãos :.

A quiropraxia, é uma manipulação articular sobre a parte óssea do corpo. A reabilitação de ossos, vértebras, coluna cervical, dorsal, discos, quadril, pernas, rótula e escápulas. “Se alguma dessas partes estiver desalinhada, pode desencadear outros problemas”, afirma o quiropraxista Rovílson Scatena.
Ele afirma que são 36 vértebras acopladas à coluna, sendo que cada uma comanda um sistema do corpo. Segundo Scatena, com a quiropraxia é possível curar dores de cabeça, labirintite, problemas de intestino, dores nos seios, cãibra, dores lombares, tendinite, má-circulação, dores na virilha, na planta dos pés, stress, cansaço, insônia, além de equilibrar colesterol e diabetes.
O advogado Adílson Fontão, de 60 anos, tinha muitas dores de cabeça e problemas na coluna cervical. Ele procurou a quiropraxia por indicação das filhas e com 5 sessões não sente praticamente mais nada. “Na hora que ele toca é possível sentir as vértebras se abrindo e equilibrando as outras partes do corpo”, revela. Ele ainda afirma que a maior qualificação é que o quiropraxista já sabe os sintomas antes mesmo de o paciente falar.
O aposentado Hélio Ferraz da Silva (87), depois de 4 sessões, também teve equilíbrio do corpo, memória, anda melhor e dorme bem. Além da quiropraxia, também são aplicadas terapia manual e terapia de alongamento.

Avaliação Gratuita
A Drogaria Popular no Wanel Ville firmou convênio com Rovilson Scatena e está oferecendo sessões de quiropraxia como forma de proporcionar mais um diferencial para seus clientes.
A avaliação é gratuita, e nela o quiropraxista explica quantas seções serão necessárias. Formado pela Associação Brasileira de Quiropraxia, Scatena conta que em 22 anos de profissão não conseguiu resolver apenas 2 casos.
Serviço: Para agendar uma avaliação gratuita basta procurar a Drogaria Popular, na Avenida Elias Maluf, 1512, Wanel Ville I ou pelos telefones 3202.6435 ou 3016.9271.


.: SOROCABA 355 ANOS :.

Em entrevista exclusiva, Vitor Lippi fala sobre o desenvolvimento da zona oeste e detalha
obras como a construção da Unidade Pré-Hospitalar e o prolongamento da Avenida Santa Cruz.

Sorocaba faz 355 anos e o jornal Bairro em Foco realiza uma entrevista exclusiva com o prefeito Vitor Lippi (PSDB) para traçar o panorama da zona oeste, o seu desenvolvimento nos últimos 5 anos, e a influência desta região no restante da cidade. Lippi recebeu a equipe do jornal em seu gabinete, para um bate-papo descontraído onde foram lembradas todas as importantes ações realizadas na área de cobertura do Bairro em Foco. Confira:

Bairro em Foco - O jornal Bairro em Foco foi implantado na zona oeste, já prevendo o potencial de crescimento daquela região. A prefeitura também viu isso e o senhor declarou algumas vezes que sua administração teria atenção especial com a zona oeste. Como se detectou essa necessidade?
Vitor Lippi - As duas maiores regiões da cidade são a zona norte e a oeste. A zona norte havia recebido uma estrutura diferenciada, enquanto que a zona oeste não. Era o momento de trabalhar a segunda maior região em crescimento na cidade. Mapeamos e vimos o que poderia ser feito de essencial em infra-estrutura, valorização, melhoria de serviços e equipamentos públicos, urbanização, sistema viário, etc. Replanejamos a zona oeste, analisando o sistema de acesso com revitalização de avenidas, causando um reordenamento e um novo sistema viário.
No maior espaço público perto do Jardim Ipiranga fizemos a melhor e mais importante praça. Um local antes problemático, onde se jogava entulho, lixo, colocavam fogo, passou a ser o local mais bem frequentado e valorizado, com equipamentos para crianças, jovens, adultos, pista de caminhada. Depois veio a Casa do Cidadão, um espaço da prefeitura para atender lá no bairro. É serviço público descentralizado. E a Área de Transferência com ônibus interbairros que integraram novas linhas com a zona oeste. Houve ainda a regularização fundiária com cerca de 800 famílias no Ipiranga, um trabalho pioneiro na cidade. Enfim, muita coisa foi feita, como ciclovias, dois novos centros de saúde, um já entregue que é o Centro de Saúde Materno-Infanfil no Júlio de Mesquita, e agora prestes a entregar um grande Centro de Saúde no Wanel Ville, além da Unidade Pré-Hospitalar da zona oeste, que é uma das unidades de urgência e emergência mais bem equipadas do interior de São Paulo. Realmente foi a região que mais recebeu novos investimentos.

BEF - A primeira grande obra de seu governo na zona oeste foi o prolongamento da avenida Paulo Emanuel de Almeida que ofereceu uma alternativa rápida e prática de se chegar ao Wanel Ville e região. O senhor compartilha da nossa opinião que esse foi o divisor de águas do desenvolvimento da zona oeste?
VL - Sem dúvida. Foi realmente um divisor de águas. Como essas obras receberam ciclovias, trouxe um novo conceito urbanístico com embelezamento do bairro. E isso vem acompanhado da melhoria da implantação do comércio local. A gente vê um rápido desenvolvimento dessa região. Aconteceu o que a gente queria. Agora também estamos trabalhando um novo trecho da Américo Figueiredo, com ciclovia, que valoriza o local.

BEF - A Unidade Pré-Hospitalar da Zona Oeste foi construída com o intuito de desafogar os hospitais, oferecendo uma primeira avaliação médica. Todos os objetivos foram alcançados com a UPH?
VL - Com um ano de funcionamento temos uma avaliação que mostra que a grande maioria das pessoas achou bom ou ótimo. Chega a 90% da avaliação. Foram cerca de 200 mil atendimentos em um ano. A unidade se mostrou muito positiva, atendeu à expectativa da população, com uma média de 15 mil atendimentos por mês. Queremos manter a qualidade da UPH, hoje um padrão de atendimento para a cidade como um todo na área de urgência e emergência.

BEF - A duplicação da Avenida Santa Cruz trouxe praticidade no trânsito da região. Quais os maiores benefícios desta obra?
VL - Além de valorizar a região, o acesso ficou fácil. As pessoas chegam mais rápido à zona oeste, inclusive aquelas que estão no eixo da avenida Armando Pannunzio. Permitiu também que as novas linhas interbairros levem os usuários mais rapidamente aos seus bairros. Levou desenvolvimento, gerou emprego, permitiu ampliação das empresas e do comércio em geral.

BEF - A região do Central Parque tem sido procurada por construtoras para a implantação de condomínios residenciais, assim como a cidade de uma forma geral. É sinal de que os grandes investidores também enxergam boas possibilidades de negócio nos bairros?
VL - Sorocaba é uma das cidades que mais cresce no Brasil. Mais do que as médias nacional e estadual. Nos últimos dois ou três anos, temos mais de 5 mil novas moradias por ano. Algo em torno de uma casa nova a cada 90 minutos na cidade. Durante vários meses no ano passado, o número de novas ligações na CPFL em Sorocaba superou o de Campinas, uma cidade com o dobro de habitantes daqui. Isso está impulsionando uma nova modalidade de habitação: os condomínios fechados. Tudo colabora para o desenvolvimento da cidade. E todo mundo sai ganhando, o comércio, os empresários, as imobiliárias, etc.

BEF - É possível avaliar o quanto o crescimento da zona oeste teve impacto no resto da cidade?
VL - A zona oeste acompanhou o crescimento, mas com um nível de valorização mais alto do que o resto da cidade. As novas ações criaram uma valorização rápida. Algo que valia R$ 50 o metro quadrado, hoje supera os R$ 200. A cidade cresceu, mas a zona oeste cresceu mais ainda e isso ajuda, sem sombra de dúvida, a puxar o desenvolvimento da cidade.

BEF - Com cinco anos, o Bairro em Foco acompanha e colabora com o crescimento do comércio local, ajudando o empresário a se mostrar com baixo custo. Tudo isso de forma pioneira, entregando porta-a-porta 39,5 mil exemplares. Como estes negócios de bairro podem ajudar a cidade a obter índices maiores de crescimento?
VL - A cidade é composta pelos bairros. Portanto tudo o que acontece lá reflete na cidade. A competitividade, a organização e a qualidade da prestação de serviços têm influência direta no crescimento da cidade, não só na criação e a ampliação de novas vagas de emprego, mas também na satisfação da população. Porque os empresários querem investir onde há uma boa auto-estima. Esse fortalecimento local diminui os problemas de trânsito no centro da cidade. É bom que tenhamos núcleos de desenvolvimento descentralizado. E isso só é possível quando existe um comércio forte.

BEF - O Bairro em Foco surgiu como um veículo independente e direcionado às noticias que cercam o morador. Isso foi reconhecido com o Prêmio de Melhor Jornal de Bairro no Concurso Jornalístico de Sorocaba em 2008. Como o senhor vê o nascimento de novos veículos de comunicação?
VL - De uma forma muito positiva. As pessoas gostam de ter notícias da cidade, mas preferem ter notícias do seu bairro. Então ter um jornal que trabalha as questões locais está muito mais próximo da vida deles. Às vezes é mais importante saber o que está acontecendo no seu entorno, do que em um local distante, aonde nunca vai, e que não tem interferência no seu cotidiano. Acho importante e de grande valor, e é por isso que a população valoriza esse tipo de informação. A tendência é termos cada vez mais o fortalecimento dos jornais de bairro.

BEF - Qual sua mensagem à população da zona oeste?
VL - Primeiro tenho que agradecer a confiança do Jornal Bairro em Foco e da população de uma maneira geral. Quero dizer que neste novo governo vamos continuar trabalhando muito, como no primeiro governo. Com planejamento estratégico, priorização dos bairros mais carentes, políticas de inclusão social, ampliação de programas para os jovens, geração de novos empregos que é fundamental para dignidade, ampliar programas com os egressos do sistema prisional para que eles não continuem no caminho da criminalidade. E tudo isso só é possível com a participação de todos. É essa parceria com a sociedade mobilizada que vai possibilitar que continuemos trabalhando para que a cidade possa ser a melhor Sorocaba que puder.


.: Projecto oferece móveis personalizados :.
No mundo atual, onde a tendência é que casas e apartamentos sejam mais compactos e funcionais, faz-se necessário um planejamento para os móveis que vão fazer a decoração. Prova disso é o crescimento das vendas de cozinhas e quartos modulados. Focado neste mercado está a Projecto Móveis, localizada no Wanel Ville.
“Nossa meta é proporcionar móveis que atendam todas as necessidades e expectativas com relação a qualidade, conforto e dimensões”, afirma o proprietário Wagner Teixeira, com mais de 20 anos de experiência. A Projecto trabalha com o que há de melhor em termos de matéria prima (madeira maciça, espuma soft de alta densidade, tecidos em algodão e viscose), o que confere mais conforto e durabilidade, com uma qualidade superior ao que se encontra no mercado, como madeiras condensadas e tecidos sintéticos.
A empresa tem dois anos, e está há oito meses no Wanel Ville. A escolha se deu pelo constante crescimento dessa região da cidade. “Estamos em uma grande avenida, fácil acesso, e na zona oeste existem muitas pessoas a quem podemos oferecer nossos serviços”, ressalta.
Ele notou a falta de mercado com móveis sob medida, e por ter mão-de-obra artesanal, a Projecto atende de forma totalmente personalizada. “O cliente escolhe cores, acessórios, tecido e tamanho. Inclusive, vamos tirar as medidas da casa”, conta o propietário. A empresa está adquirindo um software que permite visualizar como irá ficar o ambiente, antes mesmo da confecção do estofado.
A Projecto trabalha com estofados, cadeiras, cortinas, tapetes e objetos de decoração. Sua sede fica na Avenida Paulo Emanuel de Almeida, número 515, no Wanel Ville. Os telefones são 2104.8027 e 9744.7030. O site é www.projectomoveis.com.br.

.: Informatização facilita a vida de pequenos empresários :.
O avanço tecnológico é rápido. As ferramentas para facilitar a vida profissional só aumentam. E a informatização das empresas já é uma realidade para muitos. Em Sorocaba foi criada a Cyllwah’s Consultoria, com o intuito de criar soluções para a formação e desenvolvimento de negócios através da informatização (parcial ou completa) das ferramentas de trabalho. Tudo com baixo custo para ser acessível a qualquer empresário.
O idealizador Luiz Carlos Lazari, explica que todos os sistemas são integrados. Portanto, qualquer atividade dentro da empresa estará conectada a uma rede de informações que irá gerar todas as estatísticas em segundos. Atividades como fluxo de caixa, planejamento de estoque, escala de funcionários, controle de agenda, relação de fornecedores, contabilidade e distribuição de mala-direta (de acordo com as Leis de Política e Privacidade) são facilitadas. Sempre através de internet, intranet e extranet. Além disso, a empresa também pode criar e gerenciar o seu site institucional ou até uma loja virtual.
Lazari já prestou serviços para empresas como Citibank, Visa, Telefônica e Intel que têm o gerenciamento informatizado de seus dados. Para ele, as pequenas empresas também devem conhecer o valor da informatização como forma de facilitar as tarefas e gerar lucros futuros. “O empresário precisa entender que as ferramentas surgem para ajudar a empresa a crescer sempre”, explica.
O processo é feito através da criação de um software para cada realidade. A Cyllwah’s oferece treinamento para proprietários e funcionários. O software tem um período de teste, antes de o empresário adquirir a licença definitiva. Sazonalmente irá receber as atualizações.
Para sanar dúvidas e conhecer os trabalhos da Cyllwahs, basta acessar o site www.cwas.com.br ou entrar em contato pelos telefones (11) 9145.1779 ou (15) 3329.5418.

.: Pensamentos do Jota :.
Respira fundo... três, dois, um! Ufa, vamos lá. É a estreia desta coluna, na qual, segundo meu editor, vou ter liberdade para escrever o que penso e sobre o que eu quiser. Fiquei lisonjeado por essa confiança dele em mim. Obrigado, Marcos! E já que é uma estreia, vou falar de outra estreia (bem pessoal) minha: a paternidade.
Na segunda quinzena de abril nasceu a minha primeira filha. O “pai-fotógrafo” aqui aguentou bem assistir o parto. Talvez tenha sido a frieza jornalística que me motivou mais a registrar o momento do que lembrar se tinha sangue. É teste de sei lá o que, tubinho que entra, limpezas, leva o bebê para cá e para lá, vacina... Opa! É das benditas agulhas que furam a minha filha que vou falar.
Dia desses, agora já mais crescidinha, a levamos para uma consulta mensal de rotina e o pediatra pediu que fizéssemos dois exames preventivos: urina e sangue. O primeiro, ainda que demorado, foi até bem. Agora, o segundo, meu amigo! Quem é pai sabe do que estou falando. E não é papo de “tiozão”, pois ainda nem cheguei aos trinta anos. E se você é mãe, não vale. Elas são mais fortes, como foi minha esposa.
Chegamos ao laboratório de exames, a esposa explicando para a enfermeira o que o médico havia pedido, enquanto eu carregava minha pequena. Ela tinha acordado tão contente, mas naquele momento parecia prever o que havia de vir. Olhei nosso reflexo no espelho e ela estava com olhar triste, coitadinha.
“Traga ela aqui”, disse a enfermeira. Com todo o medo que tenho de agulha, somado à dor no coração, coloquei o bebê na maca. Minha esposa ao lado. Quando a moça arregaçou as mangas da roupinha, a criança começou a chorar e quase fui junto. Na hora de amarrar aquela borrachinha no braço dela, saí da sala, antes que batesse na enfermeira. Imagina se eu presenciasse a picada! Na porta do laboratório só ouvia o pranto cada vez mais intenso e aquilo quase me mata. A tecnologia deveria inventar algo para não precisar arrancar o sangue nos exames. Raio-x, raio laser ou o raio-que-o-parta, desde que não fure!
É complicado pensar que vou ter que permitir que minha filha tenha alguns sofrimentos para um bem maior. Antes de ser pai, se alguém me contasse isso, diria que é superproteção. Na realidade é mesmo. Mas agora sei que superproteção tem uma justificativa: amor. De qualquer forma, pelo menos na teoria, já sei que não vou poder protegê-la de tudo. Mas que vai doer em mim duas vezes mais do que nela, isso vai.

.: ERRATA :.

• Na última edição (nº 20) do Jornal Bairro em Foco – Central Parque e Cia., na capa, onde se lê “Casa do Vovô oferece aulas gratuitas de ioga”, o correto é “Clube do Vovô”.
• Na página 13, na matéria “‘Arraiá do Valtão’ completa 10 anos no Jd. São Marcos”, o endereço da festa foi divulgado como na Avenida Santa Cruz. Até o fechamento da edição, este seria o local da festa. Mas em seguida, por motivos de segurança, a URBES não permitiu que a rua fosse fechada para o evento. Em consequência o local foi alterado para a Rua Trajano Atayde, também no Jd. São Marcos. Os organizadores e este jornal lamentam possíveis transtornos.

.: Grupo Cidadania Reviver visita a Festa das Cerejeiras :.

O Grupo Cidadania Reviver esteve em excursão no dia 2 de agosto durante a 31ª Festa das Cerejeiras no Parque do Carmo, em São Paulo. O evento apresentou danças típicas, shows e ginástica rítmica, em meio a um bosque com cerca de 1500 árvores. O ritual de observar a espécie vem do Japão e se chama “Hanami”.
As árvores precisam de clima frio e seco para produzir flores de extrema beleza. Os imigrantes plantaram as primeiras mudas no Parque do Carmo em 1977. Lá elas encontraram condições favoráveis para sobreviver, mas o período para admirar as delicadas flores é bem curto, e possivelmente esse ano já não seja mais possível vê-las. Dura cerca de duas semanas, geralmente na primeira quinzena de agosto. Para os japoneses (que as chamam de Sakurá), a flor da cerejeira é símbolo da paz. No país asiático, o tempo da florada dura cerca de dois meses, quando algumas pessoas costumam viajar desde o sul até o norte cruzando o país, somente para ver as sakurás florindo. No Brasil, durante a festa, as pessoas se reúnem embaixo das árvores para conversar, fazer amizades, piqueniques e contemplar a beleza das flores.

Próxima viagem
O Grupo Cidadania Reviver está organizando uma viagem para o parque aquático Termas dos Laranjais, em Olímpia. O lugar contém 16 piscinas, toboágua, praia artificial, entre outras atrações. A excursão ainda sem data definida, deverá ser no fim de setembro. O ônibus sairá em um domingo à noite e volta na quinta-feira seguinte. O pacote inclui transporte, comida, hotel, passeios, exceto bebidas. Para saber mais, basta entrar em contato com o Grupo Cidadania Reviver pelo telefone: 3221.8386. A sede fica na Rua Orestes Ângelo Coló, 112, Jd. São Marcos.


.: Comunidade São Marcos mantém Centro Social Padre Pio :.

Localizado na antiga sede da Comunidade São Marcos, o Centro Social Padre Pio tem realizado atividades assistenciais no bairro em prol dos mais necessitados.
Às segundas e quintas-feiras funciona no local uma Farmácia Comunitária Beneficente. O trabalho liderado pela senhora Ana Anita Moraes, mãe de dois médicos, fornece medicamentos para aqueles que não têm condições de comprar. O estoque é formado por doações de frequentadores da comunidade e também de médicos e farmacêuticos que, muitas vezes, recebem amostras grátis dos laboratórios farmacêuticos. Para retirar, é imprescindível apresentar receita médica.

Sopão
Todas as quintas-feiras, a partir das 17h, é distribuído o chamado sopão para as famílias das crianças assistidas pela Pastoral do Menor. Segundo a coordenadora do trabalho, Sandra Labarca, a iniciativa é das pastorais do Menor, da Criança, e o grupo da Mãe Rainha. Os beneficiados levam para casa 2 litros de sopa preparada com ingredientes arrecadados com doações feitas na igreja. No total, são preparados 160 litros de sopa por semana.
Além desses trabalhos, o Centro Social Padre Pio também tem o Clube de Mães, coordenado por Nanci Cleide Lapa Silveira, que se dedica a trabalhos artesanais (bordados). Os produtos são vendidos em eventos da comunidade com renda revertida para as pastorais dos Vicentinos e da Criança.
Serviço: Para doações ou assistência, o Centro Social Padre Pio fica na rua Clara Goldman, 120, no Jd. São Marcos. Mais informações pelo telefone 3221.8198 com Roberto Materiais para Construção.